Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/22

Presidente da Assembleia da República foi o convidado das Mulheres Socialistas

Augusto Santos Silva defende no Museu de Leiria o modelo parlamentar português

Augusto Santos Silva, Cláudia Avelar, Anabela Graça e Eurico Brilhante Dias

A Federação Distrital de Leiria das Mulheres Socialistas promoveu, no dia 3 de julho, uma Conferência, na sala do Capítulo do Museu de Leiria sobre o Papel da Assembleia da República, subordinada ao tema “O que faz e o que deve fazer a Assembleia da República”, em comemoração do Dia do Parlamentarismo. A iniciativa que lotou por completo a Sala do Capítulo teve como objetivo promover uma maior aproximação entre a Assembleia da República e os cidadãos eleitores de nosso país.

Dentre os ilustres convidados, estiveram presentes o Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, e o líder da bancada parlamentar do Partido Socialista, Eurico Brilhante Dias. A participação dessas figuras de destaque no debate enriqueceu as discussões e trouxe uma visão privilegiada sobre o funcionamento e o papel fundamental do parlamento.

Durante a conferência, foi ressaltada a importância do Parlamento como instituição de representação dos cidadãos, por meio de eleições justas e periódicas. A procura pela representação proporcional e o cumprimento dos prazos estabelecidos pela Constituição foram destacados como elementos essenciais para o bom funcionamento da Assembleia da República.

Augusto Santos Silva

O sistema político português foi destacado como um modelo flexível que permite a formação de maiorias com diversos partidos, independentemente de suas orientações ideológicas. A presença de múltiplas forças políticas e correntes de opinião no parlamento é valorizada como um meio de garantir uma representação abrangente e plural.

Ao longo dos anos, o Parlamento tem fortalecido os seus poderes de debate político e fiscalização, procurando uma maior eficiência na governabilidade dos governos. O debate político é considerado um elemento essencial, dotado de poderes de fiscalização e de uma variedade de instrumentos para promover a transparência e a responsabilidade.

Destaca-se também que o Parlamento valoriza a participação proporcional de todos os deputados, garantindo que as vozes das minorias sejam ouvidas e respeitadas. A tradição de entendimento entre os partidos do centro é preservada, mesmo durante períodos de campanhas eleitorais, para promover a estabilidade e a procura por consensos.

É ressaltada a importância do debate e do confronto político em questões económicas, sociais e geopolíticas, visando um desenvolvimento sólido e sustentável para o país. A Assembleia da República é reconhecida como um instrumento essencial de representação da diversidade da sociedade portuguesa.

Público presente na Sala do Capítulo do Museu de Leiria

Por fim, destacou-se a confiança dos deputados que está directamente ligada ao cumprimento de seus programas políticos, os quais foram confiados pelo povo nas eleições democráticas.

    Fonte: FDL|MS

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.