Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/25

Assuntos não foram tratados em reunião de Câmara

PS de Alcobaça contesta contratação do cantor Miguel Araújo e requalificação de obra recém-inaugurada

Cartaz do concerto de Miguel Araújo e Avenida Joaquim Vieira Natividade

O PS de Alcobaça, aguardando ainda pelos esclarecimentos que motivaram a vereadora e vice-presidente da Câmara Municipal Inês Silva a demitir-se, adianta ter sido surpreendido com “mais dois extravagantes anúncios”: a requalificação do piso da recém-inaugurada Avenida Joaquim Vieira Natividade e a contratação do cantor Miguel Araújo, que custou 48 mil euros num só concerto para fazer o acolhimento aos peregrinos das Jornadas Mundiais da Juventude.

Numa nota de imprensa, o vereador Carlos Guerra recorda que a requalificação do piso da recém-inaugurada Avenida Joaquim Vieira Natividade é uma obra do anterior executivo PSD em que o atual presidente do Município foi o responsável pelo pelouro das obras públicas, “portanto, concebeu, aprovou e acompanhou a obra, não foi possível ter previsto que o piso era desajustado ao tráfego da mesma Avenida?”, questiona.

Por outro lado, o vereador socialista assegura que ”nada temos contra o acolhimento a jovens de todo o mundo e nada temos contra ao receber bem, antes pelo contrário”, mas “num concelho onde ainda há carências básicas, num concelho em que várias freguesias vão acolher peregrinos, num concelho onde a cultura e o capital humano são mais-valias para o desenvolvimento, porque não mostramos quem somos, dando a conhecer a nossa cultura tão diversificada e rica”, questiona, sugerindo” porque não contratamos os nossos?”

Carlos Guerra reclama mais investimento nas infraestruturas básicas, que afetam também as outras freguesias que acolhem peregrinos. O autarca lamentais ainda que nenhuma destas “novidades” foi discutida em reunião de Câmara, sendo, portanto, da exclusiva responsabilidade do presidente, Hermínio Rodrigues.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.