Edição: 284

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/7/20

No CNEMA, em Santarém

Floresta e sustentabilidade estiveram em debate na Agroglobal

Conferência da Biond na Agroglobal

No âmbito da IX edição da Agroglobal, que está a decorrer no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém, realizou-se, no dia 05 de setembro, a Conferência “Floresta Sustentável e de Precisão – Mais Resiliência e Mais Produtividade”, promovida pela Biond.

Perante um auditório repleto, Nuno Russo, vereador da Câmara Municipal de Santarém, com o pelouro do apoio ao desenvolvimento agrícola do Concelho, referiu que “embora o peso da produção agrícola, no concelho de Santarém, seja muito superior ao peso da produção florestal, não podemos desprezar a importância das funções desempenhadas pelos espaços florestais, pelo que estamos a trabalharem em conjunto com as Juntas de Freguesia, a Entidade Gestora das Zonas de Intervenção Florestal (ZIF), o ICNF e a Assessoria Técnica Especializada, para o desenvolvimento das funções de produção, de proteção e de pastorícia e caça, visto que a sua complementaridade pode aumentar e melhorar a produção associada aos espaços florestais”.

Por isso o Município de Santarém está a trabalhar na dimensão florestal, existindo sete ZIF no Concelho, com o objetivo de promover uma gestão profissional e adequada às necessidades dos aderentes. “E se no passado foi trabalhado o aumento da resiliência do território aos incêndios, pela sua ligação ao ordenamento deste, como o planeamento de redes de faixas de gestão de combustível, dando prioridade às zonas com maior vulnerabilidade aos incêndios e a existência de rede viária florestal, no presente a prioridade deve ser a promoção de ações de silvicultura preventiva e a promoção do planeamento e gestão florestal com a função de produção e rendimento”, destacou Nuno Russo, referindo-se ao trabalho que está a ser desenvolvido pelo Município.

Para o vereador é fundamental procurar forma de financiar a execução de ações de gestão de combustível e identificar parceiros para o investimento na correta gestão e produção florestal, por forma a criar rendimento e assim tentar inverter o abandono da propriedade rural, especialmente a floresta, promovendo uma gestão florestal ativa e sustentável, do ponto de vista económico e geradora de bem públicos, ambientais, paisagem e lazer.

Nesta conferência, a Biond juntou especialistas de várias áreas que procuraram explicar como é que a tecnologia pode ajudar a tornar a floresta mais produtiva, resiliente e sustentável, apresentando soluções inovadoras que já estão a ser desenvolvidas. Um outro tema abordado foi o mercado de carbono e como este pode ser uma mais-valia em termos de rendimento para os produtores florestais.

A AgroGlobal 2023, que decorre até 7 de setembro, é uma feira destinada aos empresários e profissionais do sector agrícola, agroindustrial e florestal.

Fonte: IV|GRPC|CMS

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.