Edição: 284

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/7/20

VII edição decorre de 23 a 24 de setembro

“Ceyceyra Medieval “ faz aldeia de Tomar recuar sete séculos

Cartaz

É já nos dias 23 e 24 de setembro que acontece a sétima edição da Ceyceyra Medieval, recriação histórica que tem vindo consecutivamente a atrair mais atenções sobre o passado de Asseiceira, antiga sede de concelho, hoje sede de freguesia, em Tomar.

Com o casario bucólico e pitoresco como cenário perfeito, a antiga vila tem as condições ideais para a reconstituição, sempre atenta ao rigor histórico, dos tempos medievais em que aquele era ponto de passagem cobiçado pelos vizinhos e sujeito a querelas. A confirmação de juízes pelo rei D. Dinis, em 1294, que abrange também a vizinha Atalaya, surge na sequência das queixas das populações locais e é mais uma das várias ações do monarca que vão fortalecer a autonomia destes dois lugares.

Assim, mantendo o hábito de que cada edição venha na sequência cronológica da anterior, será este o tema deste ano, com as representações a incidirem, no sábado, sobre “Querelas e abusos motivam necessidade de juízes” e, no domingo, “O rei D. Dinis confirma juízes para Ceyceyra”.

A recriação histórica, organizada pela Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Asseiceira, em parceria com a Junta de Freguesia local e o Município de Tomar, e que se começou a realizar na sequência do êxito das celebrações dos quinto e sétimo centenários dos forais régios concedidos àquele que foi, até 1836, um pequeno concelho rural, permitirá aos visitantes encontrarem a reconstituição de um burgo medieval, fervilhante de vida.

O extenso programa de animação inclui música, dança, arruadas, animação de rua e recriações de momentos históricos, onde não faltarão as figuras da época, entre as quais os cavaleiros templários, que também chegaram a ter soberania sobre o lugar. Não faltarão igualmente as tabernas e tendas dos mercadores, que hoje, como então, são das principais atrações.

    Fonte: GC|CMT

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.