Edição: 283

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/6/14

No dia 1 de outubro

Ministro da Cultura participa nas comemorações dos 833 anos da fundação do concelho de Torres Novas

Programa

No dia 1 de outubro, comemoram-se em Torres Novas os 833 anos da atribuição do foral por D. Sancho I, que aconteceu em 1190, marcando esta data a fundação do concelho. As iniciativas do programa contarão com a presença do ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva.

Programa

10h30 – Visita ao núcleo Museológico da Central Hidroelétrica do Caldeirão

11h30 – Inauguração da requalificação da Casa Humberto Delgado e abertura do CHUDE – Centro Humberto Delgado 

Após algumas décadas de funcionamento como Casa Memorial, a casa onde nasceu Humberto Delgado foi requalificada para dar lugar a um centro de estudos sobre o republicanismo e a oposição à ditadura portuguesa. No CHUDE, os visitantes terão contacto com vários suportes físicos e digitais dedicados ao percurso pessoal e político do General Humberto Delgado e dos republicanos e resistentes torrejanos, uma pequena biblioteca temática integrada no catálogo coletivo da Biblioteca Municipal, e um espaço de exposições temporárias que abrirá com uma exposição dedicada aos resistentes locais ao anterior regime. O projeto tem o apoio do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do ISCTE, Instituto Universitário de Lisboa, e em 2021 foi destingido com uma menção honrosa no âmbito da primeira edição do Prémio “Aristides de Sousa Mendes e outros salvadores portugueses – Holocausto, valores universais, humanismo e justiça”, promovido pela Direção-Geral das Autarquias Locais (DGAL). O objetivo da intervenção em apreço é valorizar o património e a memória de Humberto Delgado e contribuir para a consciencialização cívica e estímulo do pensamento crítico da sociedade, pretendendo-se ainda que o CHUDE estabeleça parcerias com centros congéneres, em Portugal e noutros países, favorecendo uma rede de observatórios que pugne pela defesa dos valores da liberdade, da tolerância e da pluralidade.

 16h00 – Apresentação pública da obra «Alegoria do Foral», do pintor Sam Abercromby na Sala de Sessões dos Paços do Concelho, no Convento do Carmo

O pintor Sam Abercromby produziu para a sala de sessões dos Paços do Concelho (edifício do Convento do Carmo), por encomenda do Município de Torres Novas, uma obra de grandes dimensões e feita à medida para o local.

Sam Abercromby, artista australiano e pintor classicista, vive em Portugal há cerca de 40 anos. Atualmente reside no concelho de Torres Novas (com casa e atelier em Vila do Paço) e dedica-se à criação de obras inspiradas pela história e poesia portuguesa.

Trata-se de um quadro em formato tríptico, com as dimensões totais de 8×3 metros, criado especificamente para o local.

Integra uma sequência de cenas e elementos pictóricos, cuja narrativa remete para uma dimensão simbólica da história de Torres Novas, da sua paisagem e do seu território.

Contém elementos como muralha do castelo e a Serra d’Aire, entre personagens e pormenores que invocam a história e o contexto locais.

     Fonte: AF|DTICMA|CMTN

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.