Edição: 283

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/6/25

Sessão decorre no dia 27 de setembro, às 18h30, no M|I|MO, em Leiria

“Leiria Compassiva – ComPaixão pelos seus!” dinamiza primeira sessão da iniciativa “Homens que Cuidam”

Cartaz

No dia 27 de setembro, às 18h30, realiza-se a primeira sessão da iniciativa “Homens que Cuidam” no M|I|MO – Museu da Imagem em Movimento, em Leiria, e é dinamizado pelo projeto “Leiria Compassiva – ComPaixão pelos seus!”, promovido pela Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos e pela Fundação “la Caixa” e BPI, no quadro do Programa de Apoio integral a pessoas com doenças avançadas – Humaniza.

Nesta primeira ação de sensibilização será apresentado um pequeno vídeo que dará mote a um debate, moderado por Alexandra Carvalheiro, psicóloga clínica do Serviço de Cuidados Paliativos do Centro Hospitalar de Leiria, para partilha de experiências dos participantes.

A iniciativa “Homens que Cuidam” preconiza a concretização de quatro sessões de sensibilização, através de diferentes recursos e dinâmicas, para a promoção do debate e da partilha, com foco e na perspetiva do homem cuidador. Este evento gratuito destina-se à comunidade e a entrada é livre.

O projeto “Leiria Compassiva” tem como parceiros o Centro Hospitalar de Leiria, o Politécnico de Leiria, a Câmara Municipal de Leiria, a Sociedade Artística Musical dos Pousos – SAMP, Jiga Joga, a Associação Carlotazinha e a Associação Portuguesa de AVC.

Fundação ”la Caixa”: 50 milhões de euros para 2023

Com o Programa Humaniza, a Fundação ”la Caixa” estende a Portugal o seu Programa de Apoio Integral a Pessoas com Doenças Avançadas, criado em Espanha em 2008 e reconhecido pela Organização Mundial da Saúde. O Programa Humaniza iniciou em Portugal em 2018  com o objetivo de impulsionar e ampliar o acesso à intervenção paliativa, promover a qualificação dos profissionais e apoiar diferentes associações na implementação de projetos de sensibilização pública e de acompanhamento em processos de doença avançada e luto.

A Fundação ”la Caixa” iniciou em 2018 a sua implantação em Portugal, consequência da entrada do BPI no grupo CaixaBank. Em 2023, destina 50 milhões de euros a projetos sociais, de investigação, educativos e de divulgação cultural e científica.

      Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.