Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/17

Entre a Várzea Grande e o recinto do Mercado

Feira de Santa Iria: uma tradição que se reinventa em Tomar de 13 a 22 de outubro

Cartaz

Pedro Mafama, D.A.M.A, Sons do Minho e Sai do Chão – Tributo a Ivette Sangalo (seguidos dos djs Bombatuke, Sara Santini, Dupla Mete Cá Sets e I Love 90’s) são os cabeças de cartaz da Feira de Santa Iria, que decorre em Tomar de 13 a 22 de outubro. Tal como o ano passado, os concertos, gratuitos, vão ter lugar na Várzea Grande, estendendo-se o certame entre aquele espaço e o recinto do Mercado.

A Feira de Santa Iria é uma das mais antigas da região e teve um papel preponderante, no passado, para garantir o abastecimento da população de produtos e materiais a que não conseguia aceder de outra forma. Hoje é completamente diferente o seu peso comercial, mas continua a ser um marco no calendário dos tomarenses.

Também por isso, o objetivo do Município tem sido de a adaptar aos tempos atuais, quer na programação, quer na localização das diversas valências. A criação de um site próprio, aliás, desde o ano passado, é um exemplo do novo modo de encarar o certame, atraindo públicos diversos. É aí, em www.feirasantairia.pt, que pode ver em destaque toda a programação e acompanhá-la mais diretamente, uma vez que a programação cultural acontece em todos os dias da feira, incluindo muitos projetos e artistas de excelência do concelho de Tomar. O site está em atualização, a concluir brevemente.

No que se refere às localizações, o recinto do Mercado acolhe o parque de diversões e as tasquinhas; no passadiço junto à Casa dos Cubos estarão os espaços de gastronomia e associativismo; na Rua dos Arcos, o comércio em geral; no estacionamento lateral do Palácio da Justiça, a nascente, a Feira das Passas; por trás do Tribunal, artesanato; em frente, automóveis e máquinas agrícolas; e na ampla praça da Várzea, além do palco principal, os produtos locais e regionais, street food e bares das coletividades.

A abertura oficial da Feira será dia 13, sexta, pelas 18 horas. Nessa noite acontece na Várzea o tributo a Ivette Sangalo com o grupo Sai do Chão (às 22 horas) e I Love the 90’s (meia-noite). No sábado, dia 14, Pedro Mafama (22h30) e Bombatuke (23h45). Para domingo, 15, fica reservado o som dos Drama & Beiço, a partir das 17 horas.

Seguem-se, na segunda-feira, noite de fados (às 21h30); e na terça, à mesma hora, noite de ranchos. Na quarta, a Banda T atua às 22 horas, seguida, à meia-noite, de Pão de Ló Gijéis Sete. Na quinta será a vez de Kontra Relógio (às 21h30) e Sede (23h15).

Dia 20, sexta-feira, é dedicado à padroeira e dele faz parte o momento mais emblemático das festividades, com a procissão de Santa Iria, nessa manhã, que culminará com o lançamento de pétalas ao rio, na Ponte Velha, por parte das crianças. À noite, haverá atuação de Sons do Minho (22h30) e da Dupla Mete Cá Sets (00h15).

A noite de sábado, dia 21, trará o concerto dos D.A.M.A (às 22h30) e a atuação de Sara Santini (00h15); fechando o programa musical com a já tradicional celebração do aniversário da Rádio Cidade de Tomar, no domingo, a partir das 15 horas.

Razões de sobra para não faltar a uma Feira que, apesar de vários séculos de idade, se tem vindo a adaptar, cada vez melhor, à realidade do século XXI. Esperamos por si.

    Fonte: GCI|CMT

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.