Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/18

Alcanena, Alcobaça, Caldas da Rainha, Porto de Mós, Torres Novas e Torres Vedras integram esta lista

Rede de Turismo Industrial conta com 25 novos aderentes no Centro de Portugal

Cerimónia de adesão de 25 novos aderentes da Rede de Turismo Industrial do Centro de Portugal

O Museu das 2 Rodas, em Sangalhos, Anadia, foi o cenário, no dia 28 de setembro, para a cerimónia de adesão de 25 novos aderentes da Rede de Turismo Industrial do Centro de Portugal. A ação inseriu-se nas Comemorações do Dia Mundial de Turismo.

A adesão dos novos aderentes foi formalizada com a assinatura de uma Declaração de Colaboração, entre a Turismo Centro de Portugal, os municípios e os parceiros da rede de Turismo Industrial identificados no decorrer do ano de 2023, no âmbito da futura Rede Portuguesa do Turismo Industrial. Estes novos aderentes juntam-se aos 22 que já tinham entrado na fase inicial do processo, em 2022.

A futura Rede Portuguesa do Turismo Industrial está a ser desenvolvida a nível nacional, sob a coordenação do Turismo de Portugal e das Entidades Regionais e Direções Regionais de Turismo. Na região Centro, a coordenação é da Turismo Centro de Portugal.

A cerimónia foi conduzida por Sílvia Ribau, Chefe do Núcleo de Estruturação, Planeamento e Promoção da Turismo Centro de Portugal, e contou com intervenções de Maria Teresa Cardoso, presidente do Município de Anadia, Teresa Ferreira, diretora do Departamento de Dinamização da Oferta e dos Recursos do Turismo de Portugal e Raul Almeida, presidente da Turismo Centro de Portugal.

Na ocasião, a anfitriã Maria Teresa Cardoso deu as boas-vindas aos presentes e destacou que é um orgulho para o município de Anadia integrar esta rede, através de dois parceiros: o Museu das 2 Rodas e a Incycles.

Por sua vez, Teresa Ferreira fez o enquadramento da Rede Portuguesa de Turismo Industrial, lembrando que o grupo dinamizador desta Rede “junta o Turismo de Portugal, as cinco Entidades Regionais de Turismo do continente e os Açores, além de municípios e parceiros privados” e agrega o “património industrial do país, através de museus, e a indústria viva, com visitas ao setor de produção”. Na rede “cabem as diversas indústrias do território, algumas transversais a todo o país e outras específicas a um território”, o que origina “uma oferta turística diferenciadora, ancorada nos ativos dos territórios, que são os recursos e as pessoas”.

Raul Almeida realçou que o Turismo Industrial pode ser um forte contributo para o desenvolvimento de outros setores da atividade no Centro de Portugal, além do turismo. “Depois de devidamente estruturado, o Turismo Industrial pode contribuir de forma importante para a indústria, ao promover unidades emblemáticas, e para a preservação do património”, considerou o presidente da Turismo do Centro.

Por outro lado, é um produto que está de acordo com as metas que o Centro de Portugal pretende atingir, explicou Raul Almeida, uma vez que “os recursos do turismo industrial podem ser visitados todo o ano, diminuindo o efeito da sazonalidade, e estão dispersos por todo o território”. “Tudo isto ajuda a aumentar as dormidas e as receitas da atividade turística. Esta declaração que hoje foi aqui assinada é a evidência de que estamos a capacitar e a melhorar continuamente este produto, de forma a torná-lo apelativo turisticamente. Vamos continuar a trabalhar para trazer mais parceiros para esta rede”, concluiu Raul Almeida.

No final da sessão, decorreu um Bairrada de Honra, oferecido pela Rota da Bairrada e pela Comissão Vitivinícola da Bairrada, e uma visita ao Museu das 2 Rodas, espaço museológico que acolheu esta ação.

Declaração de Compromisso assinada por Municípios e parceiros

A Declaração de Colaboração foi assinada entre a Turismo Centro de Portugal e os Municípios e parceiros do Turismo Industrial identificados este ano na região.

Entre vários pontos, esta Declaração confirma “o interesse e empenho das partes na implementação das boas práticas e critérios de conformidade associados aos serviços de Turismo Industrial, de acordo com o guia de boas práticas desenvolvido pelo Grupo Dinamizador da Rede Portuguesa de Turismo Industrial”. Além disso, assegura “a disponibilidade dos Parceiros em colaborar com a Entidade Regional de Turismo Centro de Portugal, os Municípios e outros parceiros de Turismo Industrial no desenvolvimento de iniciativas que concorram para a estruturação e promoção da rede regional e nacional, sempre que tal for possível”, entre outras garantias.

Assinaram a Declaração de Colaboração os seguintes municípios e parceiros, que se juntam aos 22 iniciais:

Museu das 2 Rodas (Anadia), Incycles (Anadia), Município de Alcanena, CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro (Alcanena), CAORG – Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro (Alcanena), Município da Marinha Grande, PoeirasGlass (Marinha Grande), Município de Torres Novas (Núcleo Museológico da Central do Caldeirão), Município de Viseu (Museu do Linho e Museu do Quartzo), Abimota (Águeda), LightMobile (Águeda), MIAT – Museu Industrial e Artesanal do Têxtil (Porto de Mós), Museu do Cimento da Fábrica Maceira – Liz (Leiria), Quinze (Caldas da Rainha), Museu da Cerâmica (Caldas da Rainha), Museu do Ciclismo (Caldas da Rainha), Museu da Seda (Castelo Branco), Atelier do Doce (Alcobaça), Município de Torres Vedras (Museu do Ciclismo Joaquim Agostinho), Município de Seia, Fábrica Malhas Pinto Lucas (Seia), Município da Murtosa (Comur – Museu Municipal e Museu Estaleiro Monte Branco).

   Sobre o Turismo Centro de Portugal

O Turismo Centro de Portugal é a entidade que estrutura e promove o turismo na Região Centro do país. Esta é a maior e mais diversificada área turística nacional, abrangendo 100 municípios, e tem registado um intenso crescimento da procura interna e externa. É a região a escolher para quem pretende experiências diversificadas, pois concilia locais Património da Humanidade com a melhor costa de surf da Europa, termas e spas idílicos, locais de culto de importância mundial e as mais belas aldeias.

     Fonte: TCP e AdC

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.