Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/17

Extração da pedra debate descarbonização do setor em Alcobaça

ASSIMAGRA promoveu Roteiro para a Descarbonização do Setor da Pedra Natural

Intervenção de Hermínio Rodrigues

“A tradição da pedra no concelho de Alcobaça é imensa mas há muito que este setor deixou de ser meramente tradicional. Nos últimos anos, a extração da pedra registou um salto qualitativo muito importante no que diz respeito às suas práticas cada vez mais sustentáveis do ponto de vista do ambiente, graças à digitalização e à modernização tecnológica. Podemos mesmo afirmar que o setor da pedra gera uma verdadeira economia circular onde o aproveitamento dos seus recursos e subprodutos é cada vez mais eficaz”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Hermínio Rodrigues, na sessão de abertura do Roteiro para a Descarbonização do Setor da Pedra Natural, iniciativa da ASSIMAGRA – Associação Portuguesa da Indústria dos Recursos Minerais, realizada esta sexta-feira, 27 de outubro, no Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel.

Este projeto pretende traçar um plano estratégico para a redução das emissões de carbono, aprimorando a eficiência energética e incentivando as melhores práticas no setor ao longo dos próximos anos, no âmbito do Roteiro para a Descarbonização. Alguns dos temas em debate passaram pela análise de Ciclo de Vida de Produto e a sua Pegada Ambiental, as Declarações Ambientais de Produto (DAP), e o impacto da IA, enquanto elemento facilitador às empresas, dentro de um programa extremamente completo.

Hermínio Rodrigues realçou ainda “o caminho da sustentabilidade que o setor está a trilhar, sendo este, porém, um caminho que depende de “um devido apoio dos nossos governantes para que o enquadramento legal das pedreiras consiga dar condições justas de trabalho, protegendo em simultâneo os nossos habitats naturais. Sabemos que este equilíbrio não é fácil de atingir. No que compete ao Município de Alcobaça, estamos a trabalhar com total dedicação na conclusão da revisão do PDM. Contamos tê-lo pronto nos próximos 3 meses pronto para que as empresas possam regularizar a sua situação.”

O presidente da ASSIMAGRA, Miguel Goulão, agradeceu “todo o esforço que o Município tem feito na promoção dos setores industriais estratégicos do seu território. Queremos mostrar a todo o país que este é um setor sustentável. A prova disso mesmo é o espaço onde nos encontramos, construído com a pedra desta região há 900 anos. Esperamos que o Governo saiba reconhecer e respeitar este valor no próximo Orçamento de Estado.”

Sobre o setor da pedra

Em Portugal, este setor conta com 2100 empresas e emprega diretamente 16 mil pessoas. De acordo com as estatísticas mais recentes, até julho deste ano, este setor já faturou mais de 300 milhões de euros em exportações para 111 países, o que configura um crescimento de 3.5% face ao período homólogo do ano transato. Para estes números muito contribuem as empresas que laboram ao longo da Serra de Aire e Candeeiros. Em 2021, as empresas desta região contribuíram com 100 milhões de euros de um total de 435 milhões faturados nível de exportações, ou seja, ¼ de todo o setor.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.