Edição: 280

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/3/1

Produzido pela CordaSonora, com direção artística de Ricardo Alves Pereira

Castelo de Leiria vai receber Ciclo de Música Medieval durante o ano de 2024

Diretor artístico Ricardo Alves Pereira é músico investigador, contador de histórias e compositor de Leiria

O castelo de Leiria vai receber, em 2024, o Ciclo de Música Medieval de Leiria (CMML), com seis concertos precedidos de workshops, sob o mote “uma janela para a cultura medieval Ibérica”, em dias importantes do calendário solar, religioso e pagão.

O primeiro workshop e concerto do CMML decorrem a 6 de janeiro, Dia de Reis, às 15h00 e às 16h00.

O Ciclo de Música Medieval de Leiria é uma viagem de TWB Ensemble (The Wandering Bard) pelo mundo da música medieval ibérica.

Ao longo destes concertos, o público é convidado a escutar melodias, ritmos e histórias que poderiam ter sido ouvidas na era medieval em Leiria, no castelo e no seu local de culto, a Igreja da Pena.

Neste ciclo, será explorada a origem e significado das Cantigas de Santa Maria de Alfonso X, o Sábio, e descoberto o legado musical de D. Dinis, o nosso rei trovador. Serão ainda ouvidas as Cantigas de Amigo do jogral medieval Martin Codax, e obras do célebre Livro Vermelho de Montserrat.

Organizado e promovido pelo Castelo de Leiria – Município de Leiria, a produção do CMML está a cargo de CordaSonora, com direção artística de Ricardo Alves Pereira, músico investigador, contador de histórias e compositor de Leiria, e de Esin Yardimli Alves Pereira, multi-instrumentista, escritora e música dedicada a várias plataformas de produção artística.

A programação está disponível em https://leiriagenda.cm-leiria.pt e nas redes sociais do Município de Leiria, inclusivamente do Castelo de Leiria, assim como nos perfis artísticos de Ricardo Alves Pereira, Esin Yardimli Alves Pereira, CordaSonora, e Ciclo de Música Medieval de Leiria.

Como vai decorrer o CMML?

Cada concerto do ciclo conta com a presença de instrumentos como o alaúde, a vielle, a percussão medieval, e narração, apresentados por TWB Ensemble que, para cada concerto, convida artistas reconhecidos nesta área.

Com o acompanhamento da rica ressonância de um cantor barítono e os tons etéreos de uma cantora soprano, as melodias medievais ibéricas irão encher a igreja e o palácio do castelo. O ciclo conta ainda com a apresentação do trabalho artesanal de um dos mais conceituados luthiers de instrumentos históricos de Portugal.

Cada apresentação começa com um prelúdio – um mini-workshop, cuidadosamente preparado que serve como uma chave para desvendar os mistérios e a magia do concerto que se segue no próprio dia. Estas introduções, criadas através do lema “aprender é partilhar”, oferecem uma oportunidade única para o público geral se familiarizar com a alma da música, oferecendo uma visão mais profunda do contexto histórico, dos instrumentos e do seu significado cultural.

Destinados ao público em geral, os workshops são ministrados com o objetivo de fortalecer a ligação do público ao repertório medieval da “terra”.

As perguntas respondidas durante estes workshops trarão ainda mais alegria ao ouvinte que depois assiste ao concerto de música medieval, pois terá sido feita de antemão uma ligação única entre ouvinte e música.

A rica herança cultural, escrita em galaico-português, contém muitas tradições ancestrais; o estilo de vida do camponês e do rei, as práticas religiosas de freiras e padres, o que era o belo, o que era milagre, e muito mais é desvendado nas letras das Cantigas de Santa Maria, sendo estes exemplos apenas o começo da sua riqueza.

O público poderá ter a certeza de regressar a casa com lembranças de um concerto maravilhoso e informações incríveis relacionadas aos bardos por trás das Cantigas de Santa Maria, Cantigas de Amigo, Livro Vermelho de Montserrat, entre muitas outras preciosas tradições.

Quem são os TWB Ensemble (The Wandering Bard)?

O grupo residente do Ciclo de Música Medieval de Leiria, TWB Ensemble (The Wandering Bard), tece de forma harmoniosa a essência da música antiga com a intemporal tradição da narração de histórias. Inspirando-se nos trovadores e bardos – uma homenagem ecoada no seu próprio nome -, o ensemble apresenta um repertório meticulosamente construído através de uma lente historicamente informada, enriquecido por narrativas cativantes, tornando as suas performances e gravações em viagens encantadoras.

O grupo dá vida a obras de compositores conceituados da música antiga e mestres anónimos dos séculos XII a XVIII, cujas obras formaram os alicerces da música clássica e tradicional ocidental. Cada arranjo é uma criação única meticulosamente trabalhada por TWB, mantendo-se fiel à era de origem e preservando a sua essência histórica. Embora fortemente enraizado no seio da música antiga, The Wandering Bard cria habilidosamente uma ponte para públicos não familiarizados com esse género musical. O grupo alcança isto ao infundir uma dimensão mitológica e narrativa nas suas performances, mantendo a autenticidade cultural e honrando a sabedoria – a aura quase mágica – dos dias passados.

O primeiro workshop e concerto do CMML decorre a 6 de janeiro, Dia de Reis, às 15h e 16h, respetivamente, nos quais se abordará o sábio rei por trás das obras das Cantigas de Santa Maria, e a própria Santa Maria, ou como é referida nas próprias letras, “Donzela, Mãe e Anciã”.

Sendo a cultura um veículo de desenvolvimento social, de forma assumida, pretende-se fortalecer, através da educação pela arte, laços de aproximação da nossa comunidade aos múltiplos públicos que visitam o nosso concelho e o Castelo de Leiria, que, segue assim, a tendência da programação que vinha assumindo, apostando na diversidade da programação que promove e acolhe, para os mais diversos tipos de público e nas mais diversas áreas artísticas e disciplinares.

       Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.