Edição: 280

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/3/1

USF Leiria Nascente, USF Polis, USF Martingil e USF Pombal Oeste

Unidade Local de Saúde da Região de Leiria integra quatro novas USF modelo B

Unidade de Saúde Familiar (USF) PoLis está sediada no Centro de Saúde Gorjão Henriques

A Unidade Local de Saúde da Região de Leiria (ULS RL) integra quatro Unidades de Saúde Familiar (USF) que transitaram a modelo B no dia 1 de janeiro, juntamente com mais 218 novas USF-B, de acordo com a Portaria n.º 454-A/2023 de 28 de dezembro, com efeitos a 1 de janeiro de 2024. USF Leiria Nascente, USF Polis, USF Martingil e USF Pombal Oeste são as novas USF-B.

Com a entrada em vigor da nova legislação, estas quatro USF da ULS RL ficaram automaticamente sujeitas, e com dispensa de quaisquer formalidades, ao regime previsto no presente regime jurídico, se apresentassem um valor percentual de Índice de Desempenho Global (IDG) relativo ao ano de 2022, último período com resultados finais apurados, superior ou igual a 60%.

A constituição deste novo modelo é feita através de uma candidatura da equipa de profissionais das Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP), das quais 11 integram na área de abrangência da ULS RL. A candidatura inclui várias informações, como a identificação do/a coordenador/a e da equipa, os horários e serviços, o mapa de investimentos necessários à implementação, a população a abranger, entre outros. A candidatura, depois de submetida, é analisada e validada pela Equipa Nacional de Apoio (ENA), que funciona junto da Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde.

As USF modelo B são constituídas por equipas que integram médicos, enfermeiros e assistentes técnicos que respondem com autonomia funcional e técnica às necessidades em saúde da população, valorizando as boas práticas clínicas e contribuindo para maior motivação dos profissionais e satisfação dos utentes. A estas unidades são atribuídos, para além de uma remuneração base, suplementos e compensações pelo seu desempenho.

«Esta tipologia B das USF é mais exigente e permite a integração de mais utentes. Além destas quatro novas USF, é expectável que, em abril, tenhamos mais duas USF-B, o que possibilitará abranger mais um total de 9.725 utentes, o que é um claro benefício para a população que servimos», explica Denise Velho, diretora clínica para os cuidados de saúde primários da ULS RL. «É efetivamente um modelo organizacional mais aliciante, que nos vai permitir cativar e reter mais profissionais nos cuidados de saúde primários e no Serviço Nacional de Saúde.»

A ULS RL deve assegurar o acompanhamento da atividade e da qualidade organizacional destas USF-B, e o acompanhamento externo será efetuado pela ENA, que presta apoio técnico, colabora no desenvolvimento de políticas de gestão da qualidade e realiza auditorias.

     Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.