Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/20

Pombal ganha candidatura da DGArtes no âmbito da Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses

Município de Pombal garante apoio de 600 mil euros para quatro anos de programação cultural

Teatro-Cine de Pombal

A Unidade de Cultura da Câmara Municipal de Pombal projeta para os próximos quatro anos uma programação cultural, no âmbito da Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP) desenvolvida em conjunto com o Ministério da Cultura e a Direção Geral das Artes (DGArtes), que garante um financiamento total de 600 mil euros, correspondente a 150 mil euros anuais.

O plano de programação do Teatro-Cine de Pombal, que integra a RTCP, procura um constante encontro entre as necessidades e interesses locais e a pertinência das propostas artísticas, visando cultivar a relação entre criadores e espetadores.

Num balanço entre a emergência e a excelência artística no panorama nacional, anseia criar espaço para a inovação e as novas dramaturgias, integrando diversas dimensões artísticas nas suas atividades e procurando promover a diversidade e o acesso.

O plano responde a princípios estratégicos que visam o reforço do seu posicionamento e visibilidade no contexto regional em que se enquadra, enquanto equipamento fortemente conectado com as dinâmicas locais, sendo claramente distintivo e complementar da restante oferta cultural regional ao criar uma proposta original e inovadora.

A visão programática procura inovar nas suas metodologias ao sustentar-se numa vasta rede de parcerias (Artemrede, Festival Sete Sóis Sete Luas, Cineclube de Pombal e Teatro Amador de Pombal) de distintas escalas e tipologias, compreendendo uma oferta diversa que se subdivide em cinco eixos programáticos: acolhimentos (projetos a nível nacional de todas as áreas artísticas), coproduções (articulação com a Casa Varela – Centro de Experimentação Artística), residências artísticas (articulação com a Casa Varela) e mediação (articulação com o serviço educativo do Teatro-Cine) e exibição cinematográfica (em cooperação com o Cineclube de Pombal e em articulação com o HaHaArt Film Festival).

Para o corrente ano de 2024, o plano de programação envolve aproximadamente uma centena de estruturas artísticas, num valor global de 554 mil euros e que refletem diversas dinâmicas da Unidade de Cultural previstas no Plano de Atividades Municipais (PAM), como Festival de Teatro, Caminhos de Leitura, Exibição Cinematográfica e Festival Sete Sóis Sete Luas.

De referir que a candidatura apresentada por Pombal obteve a melhor classificação com uma avaliação global de 77%. O júri destacou alguns aspetos, tais como o plano de programação proposto, a entidade e a constituição da equipa do Teatro-Cine, a viabilidade da candidatura e os seus objetivos.

De acordo com o júri, “a candidatura apresenta forte potencial de concretização das missões e objetivos da RTCP, organizando a sua atuação com base numa oferta de qualidade, acessível através do programa dentro do teatro, mas, sobretudo, a partir da sua irradiação para uma multiplicidade de espaços alternativos, e circundantes, como sejam as juntas de freguesia ou o espaço público (fora de portas). Afirma a sua missão de apoio a artistas locais emergentes, através da oferta de condições para a sua incubação prolongada, acompanhada por um plano de mentoria. Releva a aplicação de boas práticas de acessibilidade física e intelectual, com relevo para a dimensão social, através de uma política de preços acessíveis e gratuitos, e de um programa de descentralização cultural (fora de portas)”.

O presidente da Câmara Municipal de Pombal sublinha a importância do apoio aprovado, uma vez que “é o reconhecimento do trabalho desenvolvido na área cultural pelo Município e pelos agentes culturais locais ao longo dos últimos anos.”

Pedro Pimpão destaca ainda que “este importante feito é mais um compromisso eleitoral concretizado já que um dos objetivos assumidos com a população era “reforçar a programação do Teatro-Cine enquanto ‘porta de entrada’ permanente da atividade cultural concelhia, potenciando a sua integração na Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses.”

     Fonte: OC|GC|CMP

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.