Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/20

Tribunal decretou prisão Preventiva ao filho reincidente por agressão à sua mãe

PSP detém homem em flagrante na cidade de Leiria por violência doméstica contra a mãe

Tribunal Judicial de Leiria

O Comando Distrital de Leiria da PSP, através da Esquadra de Leiria, deteve esta segunda- feira, dia 4 de março, pelas 21h20, um homem com 52 anos, por ter agredido a sua mãe, de 75 anos de idade, na cidade de Leiria.

Pelas 21h05 foi recebido um pedido de auxílio, através de testemunhas, que presenciaram as agressões, junto à porta de entrada do prédio de habitação, tendo sido estas a travar as agressões até à chegada dos polícias.

Foi apurado que o agressor, que coabita com a vítima, despejou uma lata de cerveja na cabeça da vítima, tendo de seguida puxado uma fita porta-chaves que esta trazia ao pescoço, causando a sua queda. Já no chão, o agressor agrediu a sua mãe com pontapés por todo o corpo, incluindo na cabeça e chapadas na face. O agressor apresentava um discurso incoerente e um comportamento agressivo.

Como consequência das agressões, a vítima ficou com uma escoriação no pescoço e queixava-se com dores por todo o corpo, tendo sido transportada para o Hospital de Santo André. O agressor foi detido e recolheu às celas de detenção deste Comando Distrital de Polícia.

De realçar que existe já o registo de uma outra denúncia por violência doméstica, ao qual foi aplicada a medida de coação de afastamento e proibição de contato com a vítima, a qual não foi cumprida, quer por iniciativa do agressor, quer da própria vítima. O agressor também já esteve internado numa instituição de tratamento de dependência de álcool.

O suspeito foi presente esta quarta-feira ao Tribunal de Leiria tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva. A PSP reafirma o seu compromisso no combate a este flagelo social e na promoção de todas as medidas que visem proteger as vítimas. No ano de 2023 foram registadas 465 participações por violência doméstica e efetuadas 15 detenções.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.