Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/20

Inscrições abertas até dia 22 de março

Estágio de Orquestra de Sopros junta músicos de todo o País durante uma semana em Leiria

Cartaz

Dezenas de músicos são esperados no estágio da Orquestra de Sopros, que decorre de 24 a 28 de março, numa organização da Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP), Leiria.

A iniciativa, aberta a músicos a partir dos 12 anos, “pretende juntar numa semana o maior número de praticantes de instrumentos de sopro e percussão, que lhes permita aprender e trocar experiências”, explica o diretor pedagógico da Escola de Artes da SAMP.

“Queremos motivar os estudantes de várias escolas a juntarem-se a nós para que, em conjunto, possam aprender novos conceitos e formas de fazer música”, refere Simão Francisco.

A presença do maestro espanhol Blesa-Lull é uma das grandes novidades deste estágio.

Para além dos ensaios de cada um dos vários instrumentos de sopro (flautas, clarinetes, trompa e trompete, entre outros), os músicos terão ainda oportunidade de ensaiar todos juntos e preparar o concerto final que encerra esta iniciativa, na noite de 28 de março.

Outra das novidades prende-se com o facto dos músicos terem acesso a dormida durante os dias do estágio (no Pavilhão dos Pousos) e às refeições que serão fornecidas (almoços, jantares e lanches).

O estágio é gratuito, cabendo aos participantes pagarem apenas as refeições que pretendem usufruir.

As inscrições devem ser feitas através do site www.samp.pt até ao dia 22 de março.

A SAMP é uma instituição de Utilidade Pública, fundada em 1873, e envolve cerca de 10 mil pessoas, entre alunos e professores. Para além da Filarmónica, corpo histórico da instituição, de uma Escola de Artes com Ensino Oficial de Música e várias formações corais e instrumentais, a SAMP desenvolve, em parceria com diversas instituições, um vasto leque de programas nos âmbitos da formação, musicoterapia e terapias expressivas.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.