Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/20

Investimento total superior a dois milhões de euros

Ministro da Saúde inaugura na Chamusca o novo Centro de Saúde

Paulo Queimado e Manuel Pizarro

O novo Centro de Saúde da Chamusca foi inaugurado, no dia 26 de março, pelo presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado e pelo ministro da Saúde, Manuel Pizarro, um investimento total superior a 2 milhões de euros, dos quais 1,8 milhões financiados pela Administração Regional de Saúde (ARS) e mais de 200 mil euros comparticipados pelo Município da Chamusca, que cedeu também o projeto técnico e o terreno onde está construído o edifício.

O novo Centro de Saúde da Chamusca, uma estrutura vital de extrema importância para toda a população do Concelho, está situado no Bairro 1º de maio e dá resposta a mais de oito mil utentes, 60% dos quais sem médico de família. O novo edifício é composto por quatro gabinetes médicos, quatro gabinetes de enfermagem, duas salas de tratamentos, um gabinete de saúde oral e um gabinete de Movimento, entre outros gabinetes de trabalho.

Nesta infraestrutura passam a estar instaladas a Unidade de Saúde Familiar (USF) e a Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC). O novo edifício vem proporcionar um espaço de qualidade superior aos seus utentes, oferecendo-lhes melhores condições de atendimento, assim como oferecer melhores condições de trabalho e de conforto aos profissionais de saúde, não só para os que já nele trabalham, mas também para atrair e fixar novos profissionais de saúde.

Atualmente a funcionar com dois Médicos de Família no quadro da USF da Chamusca, um médico a tempo parcial e três a contrato, sem horário integral, estes últimos, que asseguram as Extensões de Saúde nas freguesias, o Presidente da Câmara espera que o este novo centro de saúde possa atrair mais profissionais de saúde, que vejam no nosso território uma nova oportunidade de exercerem a sua profissão, usufruindo de uma melhor qualidade de vida, a custos mais acessíveis relativamente aos grandes centros urbanos.

Paulo Queimado com a equipa do Centro de Saúde da Chamusca

No seu discurso, Paulo Queimado começou por se referir ao dia da inauguração como um momento histórico para o concelho da Chamusca, salientando que foi com uma “incomensurável alegria” que inaugurou as novas instalações do Centro de Saúde da Chamusca.

“O novo edifício marca não apenas o culminar de um sonho acalentado há mais de duas décadas, mas também o início de uma nova era na prestação de cuidados de saúde primários na nossa comunidade”, salientando, que espera que este novo Centro de Saúde não represente apenas uma melhoria significativa nas condições de prestação de serviços, mas que represente também uma nova dinâmica de trabalho na área da saúde, com mais articulação, mais sinergias e mais dinâmicas comunitárias.

A par da inauguração foi assinado o Auto de Transferência de Competências do estado central para a autarquia na área da Saúde. Esta mudança, que visa uma maior eficácia e proximidade na gestão das infraestruturas de saúde, abre novas possibilidades para uma verdadeira dinâmica de trabalho conjunto entre saúde e autarquia, em prol do bem-estar da comunidade chamusquense.

Paulo Queimado salientou ainda a importância redobrada, da continuidade do funcionamento das extensões de saúde nas freguesias do Concelho. Num território tão vasto, com uma população tão envelhecida (muitos sem suporte familiar) e com limitações na rede de transportes, “estas extensões são vitais para garantir que nenhum cidadão fica para trás no acesso aos cuidados de saúde”, afirmou.

Manuel Pizarro referiu que o Concelho da Chamusca “vai ficar muito bem servido com o novo Centro de Saúde que contempla um equipamento novo, moderno e confortável”, e mostrou-se muito otimista em relação ao futuro das USF em particular a este novo espaço de cuidados primários dirigido aos utentes do concelho da Chamusca.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.