Edição: 283

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/6/14

Com inauguração da rua Coronel Vítor Alves, em homenagem ao capitão de Abril

Torres Vedras celebra 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” com vastíssimo programa de atividades

Cartaz

O Município de Torres Vedras vai comemorar o 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” com um vastíssimo programa de atividades.

Serão atividades que se relacionarão com temáticas associadas à Revolução de 25 de Abril de 1974, acontecimento que despoletou um conjunto de transformações no país, como foram os casos da conquista da liberdade de expressão, da criação do Serviço Nacional de Saúde, da melhoria do sistema de ensino público, da obtenção de um vasto conjunto de direitos laborais e da atenuação das desigualdades entre homens e mulheres no trabalho e na vida em sociedade.

O programa celebrativo do 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” promovido pelo Município de Torres Vedras terá o seu ponto alto, naturalmente, no dia 25 de abril, dia em que se realizará, pelas 10h30, propiciamente, na Praça 25 de Abril, em Torres Vedras, uma Sessão Solene Comemorativa da Assembleia Municipal de Torres Vedras.

Ño período de discursos, usarão da palavra o presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães, representantes dos partidos e movimento de cidadãos com assento na Assembleia Municipal de Torres Vedras, a presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras e o presidente da Assembleia Municipal de Torres Vedras) e terminará com uma atuação da Banda de Música da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras (que interpretará na ocasião o Hino do MFA, Grândola Vila Morena e o Hino Nacional).

De referir que, também na Praça 25 de Abril, em Torres Vedras, desde o dia 25 de abril, e até 10 de junho, estará patente uma exposição de fotografias da coleção municipal Ezequiel Santos, denominada 25 de Abril Torres Vedras | Experiências de Liberdade. Igualmente na manhã do dia 25 de abril, das 10h00 às 13h00, será proporcionado, no Largo de Santo António, em Torres Vedras, a atividade “O Rei manda… brincar no Dia da Liberdade”, a qual possibilitará a crianças e familiares um espaço para a brincadeira livre, concebido segundo uma filosofia educativa inovadora.

Ainda no dia 25 de abril, igualmente no âmbito do programa comemorativo dos 50 anos da “Revolução dos Cravos” promovido pelo Município de Torres Vedras, será inaugurada, no período da tarde, pelas 15h30, a nova sede da Junta da Freguesia da Ponte do Rol.

Outra inauguração acontecerá no âmbito do referido programa, essa no dia 25 de maio, pelas 18h00, em Torres Vedras: a da rua Coronel Vítor Alves. Trata-se de uma homenagem a um “capitão de Abril”, com ligação a Torres Vedras (onde viveu e estudou), a qual resulta de uma moção aprovada pela Assembleia Municipal de Torres Vedras. Refira-se que a rua Coronel Vítor Alves irá ligar a Avenida Carlos Lopes à Rua Fernando Barros Ferreira Leal (situando-se numa área que pertenceu à extinta Fundição de Dois Portos).

O 50.º aniversário da Revolução de 25 de Abril será assinalado pelo Município de Torres Vedras também com um conjunto de momentos que propiciarão de forma especial a reflexão sobre temáticas relacionadas com esse histórico acontecimento que trouxe Liberdade e Democracia a Portugal. É o caso: da 26.ª edição do Turres Veteras, encontro de história que terá este ano como tema “Democracia e Cidadania” (a realizar de 9 a 11 de maio, a partir do Edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras);

Um colóquio da Assembleia Municipal de Torres Vedras abordará a “Implantação do Poder Local Democrático em Torres Vedras” (que acontecerá no dia 13 de abril, pelas 17h30, no auditório do Edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras), bem como o colóquio “O 25 de Abril na Imprensa: Impacto e Poderes discursivos” (que se realizará no dia 18 de maio, a partir das 9h15, no Edifício da Câmara Municipal de Torres Vedras).

Destaque ainda para a sessão de apresentação da 3.ª edição do livro Crónicas de tantos feitos, da autoria de Andrade Santos (que terá lugar no dia 25 de maio, pelas 16h00, no auditório do Edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras).

De referir ainda uma sessão da iniciativa “Escola da Manipulação”, dinamizada por A Bolha, em que a partir da ponto de vista da manipulação de marionetas, se reflete sobre a manipulação na vida em sociedade (que acontecerá no dia 17 de abril, pelas 21h00, no Teatro-Cine de Torres Vedras).

Para além destes momentos, três mostras proporcionadas no âmbito do programa comemorativo do 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” organizado pelo Município de Torres Vedras irão também promover a reflexão sobre temáticas relacionadas com esse acontecimento.

Trata-se: de uma mostra de documentários do Arquivo da RTP (que será disponibilizada na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras, de 20 de abril a 22 de junho); da exposição documental Os jornais como atores políticos: o 25 de Abril na imprensa portuguesa (que estará patente no Edifício da Câmara Municipal de Torres Vedras, de 26 de abril a 28 de junho); e da exposição documental Permissão para brincar (que estará patente no Atelier dos Brinquedos, de 19 de abril a 13 de outubro).

Passando para um registo mais festivo, é de referir que os 50 anos do 25 de Abril serão celebrados pelo Município de Torres Vedras com um conjunto de concertos: o primeiro, 50 anos de Abril | Música de Intervenção Viva, um espetáculo que foi desenhado por Rúben Monteiro e será levado a cabo pelos Contrapeso da Balança (constituído por elementos dos Albaluna e por Mauro Ramos), Fernando Ribeiro (Moonspell), Ricardo Gordo e pela Orquestra Danada (que acontecerá no dia 24 de abril, pelas 21h30, no Pavilhão Multiusos de Torres Vedras).

 

O segundo; um concerto comemorativo a cargo da Banda da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Torres Vedras e do Coro da Camarata Vocal de Torres Vedras, em que se prestará um tributo à música de intervenção de Abril (a realizar no dia 27 de abril, pelas 21h30, no Pavilhão Gimnodesportivo de São Domingos de Carmões).

Ainda um outro concerto dedicado à música de intervenção – intitulado Filhas de Abril: A Canção é uma Arma -, que será apresentado por Rita Sousa e Salomé Abreu (no dia 24 de maio, pelas 22h30, no auditório do Edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras)

De referir ainda o concerto que juntará MONDA & BANDIDOS DO CANTE (no dia 6 de abril, pelas 21h30, no Teatro-Cine de Torres Vedras).

Não será, contudo, a música a única forma de expressão artística com que o Município de Torres Vedras assinalará o meio século da Revolução de 25 de Abril de 1974. Também o fará por meio das artes plásticas – com a exposição Pinturas de Abril, de Pedro Sobreiro (que será inaugurada no dia 24 de maio, pelas 21h30, na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras, onde estará patente até 31 de agosto).

Também com o teatro e a representação de Migraaaantes, pela K-Cena, e de Aurora Negra, por Cleo Diára, Isabél Zuaa e Nádia Yracema (nos dias 19 de abril e 14 de junho, respetivamente, pelas 21h30, no Teatro-Cine de Torres Vedras).

Com a dança e apresentação do espetáculo BANTU, de Vítor Hugo Pontes (no dia 12 de abril, pelas 21h30, no Teatro-Cine de Torres Vedras).

Por fim, do cinema – com a exibição de Areia, Lodo e Mar, de Amilcar Lyra, e Prazer, camaradas!, de José Filipe Costa (nos dias 4 e 18 de abril, respetivamente, pelas 21h00, no Teatro-Cine de Torres Vedras).

Ainda relacionado com a área artística, refira-se que o programa comemorativo do 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” promovido pelo Município de Torres Vedras facultará duas atividades lúdico-pedagógicas nessa área: a oficina de expressão plástica para famílias “Sábado na Galeria” (no dia 18 de maio, pelas 11h00, na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras); e a oficina de bordado “As Linhas que cosem a Liberdade” (no dia 11 de maio, pelas 10h00, no Porta 5 – Espaço Cultural).

Referência também para um outro conjunto de atividades, de caráter cultural, com que o Município de Torres Vedras celebrará os 50 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974: “Literatura e Revolução” (a realizar no dia 20 de abril, a partir das 15h00), uma atividade que consistirá numa visita guiada à exposição Recomeçamos, não nos rendemos, de Afonso Cruz, está patente na Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino, a que se seguirá uma aula aberta com este escritor/ilustrador, na Igreja de Santiago, em Torres Vedras;

Destaque ainda para o debate “A banda desenhada e os fanzines em Portugal”, organizado pela CLICANDO – Associação Cultural (que acontecerá no dia 1 de junho, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal de Torres Vedras), bem como a exposição Fanzines Portugueses, também organizada pela CLICANDO (que estará patente de 18 de maio a 8 de junho, na Biblioteca Municipal de Torres Vedras).

Por último, a oficina “É bom mandar?”, orientada por Inês Barahona e Catarina Requeijo (que se realizará no dia 5 de maio, pelas 16h00, no Teatro-Cine de Torres Vedras) e a exposição 50 anos da Revolução, que dará a conhecer maletas pedagógico-artísticas elaboradas pelos alunos do Mestrado em Ensino das Artes Visuais, da Universidade Lusófona de Lisboa, no ano letivo de 2022/23 (que estará patente de 3 de maio a 31 de julho, na Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino).

Para celebrar o 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” o Município de Torres Vedras envolveu também entidades da comunidade educativa local, tendo nessa sequência se concebido um conjunto de trabalhos que serão inaugurados no próximo dia 12 de abril: a exposição “Histórias com Resistência” – Manifestos, que dará a conhecer um projeto desenvolvido pela artista Vanessa Éffe com alunos do 12.º ano do curso de Artes da Escola Secundária Henriques Nogueira (que será inaugurada pelas 10h00 e estará patente até 29 de abril, no Largo Justino Freire, em Torres Vedras).

Já a instalação Blackout Poetry – “Reconstituição Portuguesa” é composta por trabalhos elaborados a partir da recriação da Constituição Portuguesa de 1933 por alunos das turmas 10.º I, 11.º J e 11.º L da Escola Secundária Henriques Nogueira (que será inaugurada também pelas 10h00, na Igreja de Santiago, em Torres Vedras, onde estará patente até 23 de abril)

Ainda a instalação És livre como um pássaro? apresentará um trabalho organizado pelas bibliotecas escolares da Escola Básica da Conquinha e da Escola Básica Carlos Bernardes (que será inaugurada pelas 14h30 e estará patente até 31 de dezembro na Biblioteca Municipal de Torres Vedras).

Menção ainda para o teatro infantil Regar Abril, que será apresentado por Papão de Contos e Upa!, o qual explicará a crianças com idade a partir de seis anos o que foi a “Revolução dos Cravos” (que se realizará no dia 23 de abril, pelas 14h30, na Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino).

Mais informações sobre o programa organizado pelo Município de Torres Vedras para comemorar o 50.º aniversário da “Revolução dos Cravos” podem ser consultadas aqui.

    Fonte: ACM|CMTV

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.