Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/24

Envolvendo um financiamento total superior a 2 milhões de euros

ULS Oeste conclui a implementação de projetos de qualidade e de desmaterialização

Hospital de Caldas da Rainha

No âmbito de candidaturas aprovadas ao Sistema de Apoio à Transformação Digital da Administração Pública (SAMA), foram concluídos diversos projetos de transformação digital e de qualidade na Unidade Local de Saúde do Oeste, envolvendo um financiamento total superior a 2 milhões de euros. Foram implementados os seguintes projetos: CHOeste 4all, +CHO, CHONNECT e CHOESTE Sem Papel.

 CHOeste 4all, incidiu na modernização da prestação de cuidados, como a desmaterialização do processo clínico nas especialidades da Cardiologia e Otorrino, induzindo uma melhoria no desempenho organizacional e na capacidade de resposta às necessidades dos cidadãos. A transformação digital, a redução de custos de contexto e a qualificação da prestação do serviço público, foram os objetivos a alcançar através da implementação de um conjunto de outros projetos, tais como disaster recovery e virtualização de ambientes, com um investimento total de 603 881,63 €; ~

 +CHO Na senda da qualidade, a implementação assentou no objetivo da melhoria da Qualidade, com implementação das seguintes metodologias: Metodologia LEAN e a aplicação de Metodologia de Avaliação da Satisfação de Utentes, com um investimento total de 142 860,34 €;

 CHONNECT, com quatro grandes eixos de intervenção: Gestão do Bloco Operatório (Consumos); Gestão de Stocks; Gestão de Camas do Internamento e Upgrade Funcionalidades VNA – melhoria workflows dos Departamentos Clínicos. A implementação desta operação visou implementação de soluções de otimização da utilização dos recursos e desmaterialização, mediante a disponibilização de ferramentas de gestão interna dos serviços de aprovisionamento, bloco operatório e internamento, com um investimento total de 691 490,97 €.

 CHOESTE Sem Papel, visou desmaterializar, integrar, transformar e racionalizar digitalmente processos, com o objetivo de melhorar a eficiência, eficácia e aumento da qualidade dos serviços para os utentes, tendo ainda impacto em termos de redução de custos e tempo de resposta, incidiu na desmaterialização, integração, transformação e racionalização digitalmente dos processos, com o objetivo de melhorar a eficiência, eficácia e aumento da qualidade dos serviços para os utentes.

Medida teve ainda impacto em termos de redução de custos e tempo de resposta, nas áreas clínicas como a Anestesiologia e Consulta da Dor, Ginecologia/Obstetrícia, Cardiologia, Pneumologia, Segurança Transfusional, Dietética, Medicamento e Termos de Responsabilidade, com um investimento total de 612 669,95 € .

A Unidade Local de Saúde do Oeste agrega, desde 01 de janeiro de 2024, numa única entidade o Centro Hospitalar do Oeste, o Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste Norte e o Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste Sul, integrando os concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Bombarral, Peniche, Lourinhã, Cadaval, Torres Vedras, Sobral Monte Agraço. A população residente da área geográfica de influência direta da ULS do Oeste é de 235.231 residentes, distribuídos por aproximadamente 1.348 km².

Fonte: GC|ULS Oeste

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.