Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/24

Na freguesia de Souto da Carpalhosa

GNR apreende 42 quilos de meixão no concelho de Leiria

Meixão apreendido pela GNR

O Comando Territorial de Leiria da GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Leiria, no dia 17 de abril, apreendeu 42 quilos de meixão e deteve um homem de 52 anos por dano contra a natureza, na localidade de Souto da Carpalhosa, no concelho de Leiria.

No decurso de uma ação de fiscalização rodoviária, os elementos do SEPNA abordaram o condutor de um veículo que manifestou um comportamento suspeito. No seguimento da fiscalização foi possível verificar que o veículo continha um tanque em inox no seu interior, com um sistema de oxigenação, transportando 42,038 quilos de meixão (Anguilla anguilla),resultando na detenção do indivíduo por se encontrar na posse e transportar uma espécie protegida.

Desta ação resultou a apreensão de 42 quilos de meixão, o qual foi devolvido ao habitat natural. Foi ainda apreendido um veículo; 200 euros em numerário; um tanque em inox com capacidade para 150 litros; uma mangueira; duas botijas de oxigénio e um telemóvel.

Esta ação contou com o apoio do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas – ICNF, de Lisboa, que procedeu à validação de espécie e recolha de meio de prova, pesagem e cálculo do valor do meixão que foi devolvido ao seu habitat natural na Foz do Rio Lis.

Tanque apreendido no interior do veículo

O detido foi constituído arguido e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Leiria.

A enguia europeia, Anguilla anguilla, que na fase larvar é conhecida por enguia juvenil/meixão, é uma espécie considerada em perigo e que tem sofrido grande redução em razão da pesca ilegal, impedindo desta forma o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie. O valor do meixão, no mercado final (países europeus e asiáticos), varia consoante os meses e pode alcançar um valor de seis mil euros por quilo.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.