Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/24

Época balnear 2024

Fragas de S. Simão (Figueiró dos Vinhos) integra lista de Praias Ouro da Quercus pela primeira vez

Fragas do Casal de São Simão

Em vésperas do arranque da época balnear 2024, a Quercus divulgou, no dia 13 de maio, as 420 Praias classificadas com Qualidade de Ouro, um galardão atribuído há quase 15 anos e que distingue a qualidade da água balnear das praias portuguesas com base na informação pública oficial, tendo exclusivamente em consideração as análises efetuadas nos laboratórios das Administrações Regionais Hidrográficas. Em 2024, foram distinguidas mais 26 praias do que em 2023. Das 420 praias galardoadas, 349 são costeiras, 61 interiores e 10 de transição. Fragas de S. Simão, em Figueiró dos Vinhos, integra a lista da Quercus pela primeira vez.

A listagem completa pode ser consultada em https://praiasouro.quercus.pt

Do total de praias, 349 praias são costeiras (83%), 61 interiores (15%) e 10 de transição (2%). As regiões Tejo/Oeste e Norte são as mais galardoadas (103 e 81 praias, respetivamente). O Norte e Açores registam a maior subida (+16 e +14 galardões praias, respetivamente) e a Região do Algarve regista descida acentuada (-16 praias).

 

  • Há 9 zonas balneares estreantes: 1 na Região Tejo/Oeste; 3 no Centro; 2 nos Açores; 1 na Madeira; 1 no Algarve e 1 no Norte. No Top 5 dos municípios mais galardoados estão Vila Nova de Gaia (19); Almada (17); Matosinhos (14); Vila do Bispo (13) e Torres Vedras (12)

Região Tejo-Oeste volta a ser a mais galardoada (103); Norte e Açores têm a maior subida (+16 e +14). A Região Tejo e Oeste é novamente a que consegue mais praias galardoadas (103), seguida da Região Norte (81).

A Região Norte e a Região Autónoma dos Açores apresentam as subidas mais expressivas (com um incremento de 16 e 14 galardões, respetivamente), seguindo-se as Regiões Centro e Tejo-Oeste (com mais 5 galardões cada) e do Alentejo (com mais 3 galardões).

Em comparação com 2023, registou-se uma diminuição acentuada das praias distinguidas na Região do Algarve (menos 16 galardões) e ligeiro decréscimo na Região Autónoma da Madeira (menos 1 praia).

No caso do Algarve, a descida do número de galardões foi na maior parte dos casos motivada pelo incumprimento do critério relativo às análises realizadas na época balnear 2023. Verificaram-se níveis de poluição algo persistentes, não inteiramente esclarecidos, mas para os quais poderá ter contribuído o impacte da pressão turística nesta região.

9 zonas balneares estreantes

Este ano, registam-se 9 zonas balneares estreantes, galardoadas pela primeira vez com Qualidade de Ouro, das quais 5 são interiores e 4 costeiras:

Castelo Branco, Horta (R.A. Açores) – costeira

Poças da Ribeira Grande, Ribeira Grande (R.A. Açores) – costeira

Cavacos, Olhão (Região do Algarve) – costeira

Ereira, Montemor-o-Velho (Região Centro) – interior

Trabulo, Sátão (Região Centro) – interior

João do Monte, Tondela (Região Centro) – interior

Banda d’Além, Machico (R.A. Madeira) – costeira

Albufeira de Alfaiates, Sabugal (Região Norte) – interior

Fragas de S. Simão, Figueiró dos Vinhos (Região Tejo e Oeste) – interior

      Critérios do galardão

Para receber a classificação de “Praia com Qualidade de Ouro, a água balnear tem de respeitar os seguintes critérios:

  1. Qualidade da água “excelente” na classificação anual das cinco épocas balneares anteriores à última (neste caso, entre 2018 e 2022);
  2. Todas as análises realizadas na última época balnear (2023) deverão ter apresentado resultados melhores para os seguintes indicadores bacterianos face aos valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Diretiva relativa às águas balneares:
  3. Águas costeiras e de transição: todas as análises deverão apresentar valores inferiores a 100ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 250ufc/100ml para a Escherichia coli;
  4. Águas interiores: todas as análises deverão apresentar valores inferiores a 200ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 500ufc/100ml para a Escherichia coli.
  5. Na última época balnear (2023), não poderá ter ocorrido qualquer tipo de ocorrência/aviso de desaconselhamento da prática balnear, proibição da prática balnear e/ou interdição temporária da praia.

Novo site com mapa interativo das praias galardoadas

Nesta época balnear, a Quercus lança também o site do galardão “Praias com Qualidade de Ouro” – disponível em https://praiasouro.quercus.pt – onde, além de toda a informação relevante, é possível consultar as praias galardoadas num mapa interativo. O site é compatível com visualização em dispositivos móveis.

Bandeira “Praia Qualidade de Ouro” 2024

A Quercus enviará a todos os municípios nacionais com uma ou mais praias galardoadas as instruções para a produção da bandeira “Praia com Qualidade de Ouro 2024”.

Todas as instruções estão disponíveis em: https://praiasouro.quercus.pt/bandeira

O projeto “Praias Qualidade de Ouro” conta com o apoio de várias entidades nos municípios onde as mesmas asseguram o saneamento de águas residuais, um processo determinante do ponto de vista ambiental, com influência direta na qualidade das águas balneares: Águas do Algarve, Águas do Tejo Atlântico, Águas do Centro Litoral, Águas do Vale do Tejo, Águas de Santo André, Simarsul e Indaqua.

No âmbito destas parcerias, a bandeira “Praia Qualidade de Ouro 2024” a hastear nas praias situadas nestas áreas geográficas apresentará novamente versões personalizadas.

Fonte: DN|Quercus

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.