Edição: 283

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/6/14

Residência de estudantes passará a disponibilizar 117 camas

Politécnico de Leiria investe 1,3 milhões de euros em residência de estudantes de Caldas da Rainha

Individualidades presentes na cerimónia de formalização da consignação da obra

A empreitada de reabilitação da residência de estudantes ‘Rafael Bordalo Pinheiro’, em Caldas da Rainha, vai permitir aumentar a oferta de camas, das atuais 104 para 117, num investimento de cerca de 1 milhão e 360 mil euros, financiado pelo Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES). A cerimónia de formalização da consignação da obra teve lugar no dia 16 de maio, em Caldas da Rainha, assinalando o arranque da renovação da residência, cujo prazo de execução é de seis meses.

“Esta intervenção permitirá uma recuperação do edifício, melhorando o conforto e eficiência energética dos seus sistemas, assim como uma readaptação dos espaços e uma otimização do seu funcionamento”, afirmou Carlos Rabadão, presidente do Instituto Politécnico de Leiria, recordando que a instituição foi uma das que celebrou contratos de financiamento do PNAES, tendo tido nove candidaturas aprovadas no âmbito do PRR: cinco para adaptação, aquisição e renovação de residências e quatro candidaturas aprovadas para construção de novas residências.

Estas candidaturas contemplam 13 edifícios, cujas empreitadas serão lançadas ao longo deste ano de 2024, e no início de 2025. A primeira empreitada trata-se da reabilitação da residência de estudantes ‘Rafael Bordalo Pinheiro’, em Caldas da Rainha, que passará a ter uma capacidade para 117 camas. Também em Caldas da Rainha, será realizada a reabilitação da atual residência ‘Mestre António Duarte’, que apresentará, no total, uma capacidade para 104 camas.

Ainda no concelho de Caldas da Rainha será também lançada a construção de uma nova residência de estudantes, com uma capacidade para 68 camas.

Durante a cerimónia, Conceição Henriques, vereadora com o pelouro da Ação Social do Município de Caldas da Rainha, salientou a importância de “dotar os estudantes da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha (ESAD.CR) de instalações condignas”.

residência de estudantes ‘Rafael Bordalo Pinheiro’, em Caldas da Rainha

“Todos sabemos a importância que o apoio social tem no ensino superior. O esforço de formação de jovens não pode ignorar a dimensão social. Não basta haver universidades e os melhores cursos e tecnologia. É preciso que o Estado no seu conjunto faça um esforço no sentido de dotar as famílias e estudantes das melhores condições”, defendeu a vereadora.

Ao longo deste ano será ainda concretizada a adjudicação da empreitada para a reabilitação do complexo de residências de estudantes de Leiria, que contempla quatro edifícios, com uma capacidade para 458 camas. Também no concelho de Leiria será lançada a construção da nova residência de estudantes, a localizar-se num terreno adjacente aos Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Leiria, com uma capacidade para 158 camas, estando ainda prevista a reabilitação e reconversão do antigo Edifício de Santo Estevão, para uma residência de estudantes com capacidade para 101 camas.

Já em Peniche, o Politécnico de Leiria vai avançar com a reabilitação da atual residência de estudantes, que terá uma capacidade para 58 camas, e a construção de duas novas residências, que contarão com 88 camas (44 camas em cada residência). Por fim, está ainda prevista a construção da nova residência de estudantes em Pombal, com uma capacidade para 42 camas.

As obras de renovação e construção das residências de estudantes representam um investimento acima de 25 milhões de euros, financiados pelo PRR, passando os estudantes a dispor de 1.194 camas, mais 491 a somar às atuais 703, no que se refere a projetos de iniciativa direta do Instituto Politécnico de Leiria.

A instituição é ainda copromotora de mais três residências de estudantes, em colaboração com os municípios de Batalha, Marinha Grande e Torres Vedras, o que aumentará para 1.366 as camas a disponibilizar aos estudantes do Politécnico de Leiria (mais 663 camas que as disponíveis atualmente).

“Com o aumento do alojamento disponível, será possível minimizar os custos diretos dos estudantes e das suas famílias, com especial ênfase para os estudantes em situação de vulnerabilidade social e económica. O Politécnico de Leiria assegurará, desta forma, mais e melhores condições de acesso a alojamento, disponibilizando residências de estudantes nas cidades onde conta com oferta formativa, quer seja próximo das suas Escolas e Núcleos de Formação, ou ainda noutros contextos”, salientou o presidente do Politécnico de Leiria, Carlos Rabadão.

Fonte: CA|On-It!

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.