Edição: 284

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/7/20

De 4 a 7 de julho e de 11 a 14 de julho

Festival da Sardinha da Praia do Pedrógão faz 25 anos com sardinhas confecionadas por chefs

cartaz

Já diz a canção que “Ela é fresquinha, é como a prata” e, este ano, a letra não poderia fazer mais sentido.

O Festival da Sardinha da Praia do Pedrógão celebra as bodas de prata e traz a sardinha à mesa vestida de gala, que é como quem diz, confecionada por chefs.

O icónico Festival da Sardinha da praia do Pedrógão celebra a sua 25.ª edição de 4 a 7 de julho e de 11 a 14 de julho e, este ano, a ementa promete.

Vamos ter chefs de volta da grelha. No âmbito do Showcooking by Cepsa, estarão presentes no Festival os chefs João Sá (Sàla), Manuel Maldonado (100 Maneiras), Joaquim Saragga Leal (Os Papagaios) e Vítor Adão (Plano/Planto), Chef Ilídio do Restaurante A Rocha, Chef Jorge do Restaurante Decanto e o Chef Paulo Monteiro do Hotel Monte Real.

Mas nem só de sardinha vive este Festival.

A animação musical é outro dos destaques deste que é um clássico dos festivais de verão na região centro.

Para marcar esta edição especial, estão confirmados concertos de alguns dos mais populares artistas e bandas nacionais.

Destaque para Função Públika, banda de covers que atua no dia 4 de julho, seguindo-se a vibrante leiriense Elsa Gomes no dia 5 de julho, David Carreira, um dos artistas mais populares da atualidade, garantirá uma noite de grandes sucessos no dia 6 de julho, concluindo o programa dos primeiros quatro dias de festival a cantora Cristina Maria, com o seu concerto dedicado à Portugalidade.

A iniciar a segunda semana de Festival, o grupo nortenho Tradição D’Ouro sobe ao palco no dia 12 de julho, os Sangre Ibérico com a fusão única de flamenco e música tradicional portuguesa no dia 13 de julho e, para encerrar o festival, uma banda icónica do rock português, os Quinta do Bill. Todos os concertos são às 22h30.

O Festival da Sardinha irá decorrer no recinto criado na Avenida da Maré Viva, ampliado para receber os mais de 95 mil visitantes esperados para os oito dias do evento, mas também em cada restaurante da Praia do Pedrógão, fazendo destes espaços novos palcos do certame, contribuindo decisivamente para alcançar as oito toneladas de sardinha consumida.

A Praça da Gastronomia, com uma noca decoração alusiva à Arte Xávega, e nove tasquinhas coordenadas pelo movimento associativo da freguesia do Coimbrão e das Uniões das Freguesias de Monte Real e Carvide e de Monte Redondo e Carreira, aumentando a capacidade de servir a rainha deste Festival, a sardinha assada.

Os visitantes poderão ainda usufruir de um espaço de lazer, ao ar livre, com áreas de animação infantil, mostra de artesanato e de outros produtos locais.

À semelhança de 2023, o Festival da Sardinha continuará a implementar procedimentos de sustentabilidade ambiental, social e económica, sendo os mais relevantes e implementação do copo reutilizável, o tratamento de separação de resíduos orgânicos, o incentivo ao consumo de produtos locais e o aumento das parcerias com o movimento associativo local e os operadores de restauração da Praia do Pedrógão.

Com entrada livre e um programa como este, razões não faltam para visitar a Praia do Pedrógão de 4 a 7 de julho e de 11 a 14 de julho.

    Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.