Edição: 284

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/7/20

70 anos da Feira do Ribatejo, 60 da Feira Nacional de Agricultura

Feira Nacional de Agricultura / Feira do Ribatejo marcada pelo reconhecimento e inovação

Showcooking

Uma edição histórica a todos os níveis. Além da coincidência de três datas bem redondas como os 70 anos da Feira do Ribatejo, 60 da Feira Nacional de Agricultura e 30 do CNEMA – aberto ao público pela 1ª vez a 8 de junho de 1994, por ocasião da 31ª Feira Nacional de Agricultura( / 41ª Feira do Ribatejo, a FNA apresentou várias novidades e diversos pontos de interesse.

A FNA 24, que começou no dia 8 de junho e que termina este domingo, dia 16 de junho, foi palco, pela primeira vez, de duas visitas do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Para além deste facto, juntou num só dia o Chefe de Estado Português, o Primeiro – Ministro, Luís Montenegro, o Ministro da Agricultura, José Manuel Fernandes, a Ministra do Ambiente e da Energia, Maria da Graça Carvalho e o Secretário de Estado das Florestas, Rui Ladeira, demonstrando inequivocamente a importância que atribuem à agricultura.

A 2ª figura do Estado Português, o Presidente da Assembleia da República, José Pedro Aguiar-Branco marcou presença na Feira Nacional de Agricultura e aproveitou a visita para contactar com as empresas e empresários agrícolas e perceber os dsafios que enfrentam.

O Ministro da Agricultura e Pescas esteve na maioria dos dias no certame a contactar as empresas, a participar em seminários, a falar com os agentes do sector, fazendo do certame quartel – general da Agricultura em Portugal, numa postura inversa da que ocorreu nos últimos anos. Os Secretários de Estado da Agricultura, João Moura, Administração Local e Ordenamento do Território, Hernâni Dias, e Assuntos Fiscais, Cláudia Duarte, também marcaram presença na FNA 24, assim como a Comissão de Agricultura e Pescas, constituída por deputados dos partidos com assento parlamentar.

Os partidos da oposição não deixaram de visitar a Feira Nacional de Agricultura. O Secretário Geral do PS, Pedro Nuno Santos, o Presidente da Iniciativa Liberal, Rui Rocha e o Secretário Geral do PCP, Paulo Raimundo, foram unânimes em afirmar que a agricultura é estratégica para o país e é um sector com futuro. Uma participação sem precedentes dos altos responsáveis da nação, visitas que refletem a notoriedade do certame e a atenção dos membros do governo, da Assembleia da República, dos Partidos e dos representantes das Confederações patronais, à agricultura, sector primordial na economia portuguesa.

Presidente da República e Câmara de Santarém condecoram a Feira.

O Presidente da República agraciou o Centro Nacional de Exposições com as Ínsignias da Ordem do Mérito Empresarial – Classe do Mérito Agrícola e a Câmara de Santarém atribuiu a Medalha de Ouro da cidade, a mais alta condecoração do município. Estas distinções refletem o reconhecimento da Presidência da República e da cidade de Santarém a todos os que estiveram envolvidos no evento desde 1954, o trabalho e a dedicação do Centro Nacional de Exposições na organização da maior feira agrícola do país e a valorização da agricultura portuguesa, um pilar fundamental da nossa sociedade.

Um ano histórico – relembrar o passado e preparar o futuro Na entrada principal do CNEMA os visitantes puderam conhecer a História da Feira Nacional de Agricultura / Feira do Ribatejo, com a exposição “O Início” através de cartazes, fotografias e reportagens alusivas à evolução FNA.

Nos claustros esteve em exibição o documentário sobre a história e evolução do evento, que foi especialmente concebido no âmbito das comemorações dos 70 e 60 anos da  Feira e do 30º aniversário do CNEMA. No mesmo espaço, também esteve patente a exposição relativa ao Concurso Fotográfico “Raças Animais Autóctones de Portugal – Conservar a Biodiversidade”, organizado pelo Polo de Inovação da Fonte Boa de Santarém do INIAV (EZN-INIAV).

Ciclo de Conferências coloca Pecuária Extensiva em foco

A FNA24 teve como objetivo realçar a importância da Pecuária Extensiva, já que é uma atividade que ocupa uma área de 64% da superfície agrícola útil em território nacional e é fundamental na sustentabilidade e na preservação dos espaços rurais do país.  Neste âmbito, decorreram múltiplos debates sobre esta temática como foco principal e onde a sustentabilidade e o respeito pelo ambiente estiveram sempre na ordem do dia. Foram também apresentadas novas técnicas e fornas de pastoreio para melhor aproveitar a pastagem e capacidade de regenerar os solos.

Paralelamente foram apresentadas propostas de reprogramação do PEPAC para a Pecuária Extensiva. A FNA 24 recebeu 38 ações que decorreram nos dias úteis entre Seminários e Encontros Empresariais, destacando-se a Conferência Pecuária Extensiva de Sequeiro (11, 12 e 13 de junho), a 11ª Conferência dos Jovens Agricultores, durante a qual foi apresentado o estudo de avaliação da instalação de jovens agricultores em Portugal nos últimos dez anos (12 de junho) ou a Conferência Ibérica que contou com a presença de deputados portugueses e espanhóis (14 junho).

FNA 24 promove importantes atividades comerciais

A FNA 24 é habitualmente um centro de negócios por excelência, o que se verificou uma vez mais. A maior parte dos expositores está satisfeita com o volume de vendas efetuado, assim como com os contactos realizados, facto a que não é alheio o elevado número de pessoas que aqui se dirigiu para realizar negócios.

Salão Prazer de Provar – Uma delícia

A Nave A apresentou como habitualmente, o Salão Prazer de Provar, local que colocou à disposição dos consumidores uma grande variedade de produtos e é uma referência na Feira Nacional de Agricultura com os expositores a apostarem cada vez mais numa imagem cuidada e moderna. As inúmeras Ações de Cozinha ao Vivo cativaram muitos visitantes e o Auditório “Provas na Cozinha” esteve muito participado, sendo de realçar as iniciativas dedicadas a “Vinhos Licorosos” –  com um Vinho em Prova de 1872 – e Vinhos Velhos”, de grande qualidade.

Exposição de Maquinaria

A Exposição de Maquinaria e Equipamentos voltou a ser um dos pontos fulcrais da feira com uma mostra que exibiu as últimas novidades do mercado numa demonstração de um sector inovador, sofisticado e com a utilização de muita tecnologia. A presença das principais marcas de máquinas e equipamentos numa dimensão verdadeiramente nacional atraiu visitantes de todos os pontos do país e foram efetuados muitos contactos e estabelecidos bastantes negócios. Na FNA esteve patente o tractor mais potente que se vendeu em Portugal.

Agricultura nas energias renováveis

A Feira Nacional de Agricultura é o palco ideal para a apresentação de novas ideias e produtos e este ano não foi exceção. A sustentabilidade e as energias renováveis foram uma aposta de vários expositores que estão cada vez mais sensibilizados para estas temáticas. Durante a FNA foi apresentado um projeto de aproveitamento de resíduos agrícolas e de dejetos animais para a produção de biometano.

Biosoluções para a agricultura

Também estiveram em foco na feira biosoluções para o tratamento de culturas de uma forma equilibrada, sustentável e baseadas na economia circular. Estas iniciativas poderão ser uma oportunidade para os agricultores gerarem mais valias financeiras e produzirem com mais eficiência.

Exposição Agro – Pecuária

A FNA procura proporcionar as melhores condições aos animais em exposição para que a mostra pecuária tenha sempre uma grande representação das raças autóctones portuguesas. Durante a FNA 24, marcaram presença diferentes raças bovinas, caprinos, ovinos, suínos e galinhas de raças autóctones.

Exposição de Equinos e Atividades Equestres

Nesta área, destaque para a presença das duas Coudelarias mais antigas em Portugal: Alter Real -fundada em 1748 por D. João V e Manuel Tavares Veiga criada em 1817. As Atividades Equestres conseguiram muitos participantes, com realce para o Raid Hípico, prova que não se realizava há  20 anos, Concurso de Atrelagem, Concurso Nacional Oficial das Coudelarias Portuguesas e Concurso Nacional da Égua Afilhada, Dressage, Equitação do Trabalho, 6 Barras, Cavalo de Sela e Traje.

Gastronomia

A gastronomia é um dos “pratos fortes” do evento e conta com uma oferta diversificada. Os visitantes puderam deliciar-se com a melhor gastronomia nacional nos restaurantes de carnes de raças autóctone ou petiscar nos locais apropriados para o efeito. Na zona exterior, Tasquinhas dinamizadas por associações e coletividades da região estiveram também à disposição dos visitantes.

Fnazinha

A Fnazinha é a nova marca da Feira Nacional de Agricultura dedicada aos mais novos. Num espaço reservado, dedicado a cativar as crianças para a realidade do mundo agrícola, da sustentabilidade e da alimentação saudável, o objetivo foi proporcionar entretenimento e atividades educativas a todos quantos visitaram o espaço.  Com um programa diversificado e completo, destaque para os “Workshops”, “Experiências Tecnológicas”, “Showcooking”, “Quinta Pedagógica – em colaboração com a Escola Superior Agrária” e “Concertos”, que contaram com muita assistência.

A Fnazinha não foi só para os mais novos. Permitiu aos pais momentos de descanso e “relax”, enquanto os “petizes” se divertiam com a panóplia de atividades à disposição. A Feira é uma festa! E ribatejana! A animação é um dos elementos fundamentais da Feira Nacional de Agricultura.

Dia do Município de Santarém

Nesta área há que destacar o Dia do Município de Santarém que num esforço conjunto com Juntas de Freguesia e instituições do concelho proporcionaram  uma verdadeira celebração do Ribatejo e das suas tradições. Atuações de grupos e bandas musicais, espetáculos de acordeão, danças com ranchos folclóricos, malabarismos, ginástica acrobática, entre outras iniciativas ofereceram um dia animado, e repleto de alegria.

Animação Tradicional

Ao longo dos nove dias de feira não faltaram atividades para celebrar o Ribatejo e as suas gentes. Treinos de forcados, largadas, demonstrações de aulas de escolas de toureio, perícia e corrida de campinos, entre muitas outras foram bastante apreciadas. O Concerto de Encerramento de Ano Letivo do Conservatório de Música de Santarém cativou muitas pessoas que encheram o Auditório para assistir às várias peças dos alunos da instituição.

A FNA 24 também apostou na solidariedade com o espetáculo  “Com Tradição se Honra o Ribatejo”, a favor de instituições da cidade e do concelho de Santarém. Nomes como “Rodrigo”, “José Cid”, “António Pinto Basto”, a “Orquestra Típica Scalabitana”, entre outros, marcaram presença para ajudar quem mais necessita. Os tradicionais concertos não desiludiram o público presente e captaram a atenção de muitos visitantes da FNA.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.