Edição: 284

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/7/20

Nas margens do Zêzere

Observatório dos Rios de Constância vai estar de 24 de junho a 7 de julho na Praia Fluvial

O Observatório dos Rios consiste num conjunto de atividades, caminhadas, jogos e ações desenvolvidas com a comunidade, que convidam a refletir sobre o que é um rio e a importância dos ecossistemas fluviais.

O coletivo Guarda Rios vai estar em residência na praia fluvial do rio Zêzere em Constância, de 24 de junho a 7 de julho de 2024, com o seu projeto Observatório dos Rios. As instalações do Observatório dos Rios serão montadas ao ar livre nas margens do Zêzere, junto à praia fluvial de Constância, local onde serão desenvolvidas um conjunto de atividades e oficinas destinadas à comunidade local e da região.

No dia 29 de junho, pelas 10H00 da manhã convidamos a população a participar num passeio nas margens do Zêzere e do Tejo, onde os participantes encontrarão algumas surpresas e momentos interativos. O ponto de encontro será no Observatório dos Rios junto à praia fluvial de Constância.

No dia 6 de julho, pelas 16H00, convocamos toda a comunidade para a performance participativa do Observatório dos Rios, onde serão ativadas as várias instalações deste Observatório, levantando questões sobre o planeta em que vivemos, a água que temos disponível e a importância dos rios para a vida na Terra.

A água é fundamental para o planeta. Nela surgiram as primeiras formas de vida e a sua força esculpe vales e rios que possibilitam a evolução da vida terrestre.

O Observatório dos Rios é uma criação do coletivo Guarda Rios, em coprodução com o Teatro Nacional Dona Maria II, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian e que conta com o apoio da Direção Geral das Artes / República Portuguesa e os municípios de Castelo Branco, Constância, Mação, Serpa, Torres Vedras e a Lipor — Empresa de Gestão de Resíduos do grande Porto.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.