Edição: 251

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/10/17

Festival Literário e de Cinema de Alcobaça

7ª edição do Books&Movies decorre entre 1 e 21 de novembro e homenageia atriz Isabel Ruth

Depois do ano de interregno devido à pandemia, o Books & Movies regressa em 2021 para cumprir a sua missão de que a arte circule entre todos, para todos. A 7ª edição do Books & Movies decorre entre 1 e 21 de novembro e integra 1 extensão no dia 22 com o cine-concerto de Paulo Praça. A atriz portuguesa Isabel Ruth é a grande homenageada deste Festival Literário e de Cinema de Alcobaça.

Expo Vernissage Têxtil Arte & Artista Internacional

MIAT – Museu Industrial e Artesanal do Têxtil apresenta exposição coletiva de pintura em Mira de Aire

O MIAT – Museu Industrial e Artesanal do Têxtil apresenta a exposição coletiva de pintura Expo Vernissage Têxtil Arte & Artista Internacional que irá estar patente a partir do dia 17 de outubro 2021, em Mira de Aire. Com curadoria de Rosângela Herbert, trata-se de uma exposição alusiva à temática da indústria têxtil, representada no museu.

Com a Companhia da Esquina, Javier Ariza, Teatro e Palmilha Dentada

26º festival de teatro ACASO prossegue nos dias 7, 8, 9 e 10 outubro em Leiria e Marinha Grande

O 26º festival de teatro ACASO prossegue nos dias 7, 8, 9 e 10 outubro, com produção de O Nariz Teatro de Grupo e direção artística de Pedro Oliveira. Esta quinta-feira, a Companhia da Esquina apresenta “Em baixo e em cima”, a partir de um texto de Samuel Beckett, no Teatro Miguel Franco. Na sexta-feira, sobe ao palco Javier Ariza (Espanha), com Carman, no Mercado Sant’Ana.

'Biblioteca Imaginária - Dança no Património por Inesa Markava' decorre até dia 21

Biblioteca José Saramago do Politécnico de Leiria acolhe residência artística de dança clássica e contemporânea

A Biblioteca José Saramago, do Politécnico de Leiria, é o palco da residência artística “Biblioteca Imaginária – Dança no Património por Inesa Markava”, até ao dia 21 de outubro. Numa lógica de artes performativas com o foco em recursos expressivos da dança clássica e contemporânea, a residência desenvolve-se de uma forma pessoal e artística, numa dinâmica interartes.

Com Estátuas Humanas e Música do Cantautor

Programa “Artéria – Artes ao Vivo” prossegue até 16 de outubro em várias localidades do Concelho de Azambuja

Continua a decorrer o programa “Artéria – Artes ao Vivo”, até 16 de outubro, em várias localidades do Concelho de Azambuja. No dia 1 de outubro, no Posto de Turismo de Azambuja, poder-se-á assistir à apresentação de Estátuas Humanas “Valoriz’Arte”, realizada pelos participantes da residência artística, com o tema “Personagens Histórias do Concelho de Azambuja”.

Com13 companhias e 30 apresentações, 1 workshop e um painel fotográfico

24º Marionetas na Cidade regressa a Alcobaça em formato nacional de 4 a 10 de outubro

O 24º festival Marionetas na Cidade irá decorrer de 4 a 10 de outubro na cidade de Alcobaça. Esta edição terá a particularidade de voltar ao seu espírito inicial, somente com artistas residentes em Portugal e realizada em espaços exteriores, bem como no Cine-Teatro de Alcobaça, Mercado Municipal e Museu do Vinho de Alcobaça.

Subordinada ao tema “Respirar Arte com Sustentabilidade”

10.ª edição da Bienal de Artes Coruche - Percursos com Arte arranca este sábado

A abertura da 10.ª edição da Bienal de Artes Coruche – Percursos com Arte, subordinada ao tema “Respirar Arte com Sustentabilidade” vai ter lugar este sábado, dia 18 de setembro, pelas 17 horas, na Avenida do Sorraia, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Coruche, Francisco Oliveira. A Comissão Organizadora da Bienal de Artes é constituída pelo Município de Coruche e Museu Municipal de Coruche. O certame apresenta-se repleto de animação cultural, mostras, teatro, instalações e intervenções artísticas.

Coleção junta peças icónicas da centenária fábrica de faianças das Caldas

Bordallo Pinheiro lança linha “paródia” numa homenagem ao jornal criado por mestre Raphael em 1900

A Fábrica de Faianças Bordallo Pinheiro apresenta uma nova coleção de homenagem ao jornal “A Paródia”, fundado por Raphael Bordallo Pinheiro.
A nova linha é uma síntese contemporânea de algumas das suas mais icónicas criações – das andorinhas às couves, dos gatos aos morangos, dos tomates a motivos florais –, cruzando-as com a obra gráfica presente nos jornais do mestre.

Um dos primeiros 50 equipamentos culturais nacionais a integrar a RTCP

Teatro Municipal de Ourém integra rede de teatros e cineteatros portugueses

O Teatro Municipal de Ourém é dos primeiros 50 equipamentos culturais nacionais a integrar a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses. O anúncio feito pela Direção-Geral das Artes permitirá a candidatura desta estrutura local à programação da RTCP, visando corrigir assimetrias regionais, implementar boas práticas e a circulação nacional de projetos.

De 5 a 17 de outubro

Cartaxo, Minde e Alcanena recebem 11ª edição do Festival Materiais Diversos

O Festival Materiais Diversos regressa em 2021, depois de celebrar 10 anos de existência, em 2019, focando-se na desaceleração, inscrição, pluralidade e acessibilidade, procurando colocar no centro as pessoas e as relações. O lema “Repara, cuida e partilha” dá início a um novo ciclo, em que o festival se volta para o encontro e reflexão de ideias e põe em primeiro lugar conversas e caminhada como espaços de partilha, em relação com artes performativas. Nesta edição, entre 5 e 17 de outubro, Cartaxo, Minde e Alcanena recebem 12 conversas, 7 espetáculos nacionais e 2 internacionais.

Programação em Rede da Lezíria do Tejo

Vídeo, dança e estátuas vivas são destaques na programação em rede da CIMLT

A semana que ora passou teve como pontos altos, dois magníficos momentos, na Programação em Rede da Lezíria do Tejo. Na terça feira, 17 de agosto, às 21 h, no Pátio do Museu Municipal de Coruche, aconteceu a primeira apresentação da “Vídeo Performance” “Meio Homem Trabalho”, no contexto da ação “A Lezíria a Gostar dela Própria”, com Tiago Pereira e Sílvio Rosado.

Torres Vedras

Static – Festival de Estátuas Vivas está de regresso a Santa Cruz

A 14ª edição do Static- Festival de Estátuas Vivas irá decorrer entre 26 e 28 de agosto no Largo Jaime Batista da Costa, em Santa Cruz. Depois da interrupção do ano passado motivada pela pandemia, o evento volta a realizar-se durante três dias, sendo possível assistir às performances dos participantes entre as 21h30 e as 23h30.

Nos dias 13 e 14 de agosto

Rede Cultural Aljubarrota 1385 apresenta espetáculo teatral “Margens da Batalha: As Mulheres de Aljubarrota”

Cartaz

Nos dias 13 e 14 de agosto, terá lugar na Estalagem de Aljubarrota, o espetáculo teatral “Margens da Batalha: As Mulheres de Aljubarrota”, um espetáculo inserido na iniciativa “Rede Cultural – Aljubarrota 1385”, uma candidatura conjunta dos municípios de Alcobaça, de Batalha e de Porto de Mós, apresentada ao programa CENTRO 2020.

O espetáculo tem entrada gratuita (mediante apresentação de bilhete) e é uma produção conjunta das companhias locais S.A. Marionetas, A Corda e Companhia Livre, com dramaturgia de Elsa Maurício Childs.

O Município de Alcobaça é o parceiro líder das iniciativas que concretizam o projeto em rede, sob a designação “Programação Cultural em Rede” do Programa Operacional Regional do Centro POR), que concede apoios financeiros aos investimentos que visem promover a dinamização, promoção e desenvolvimento do património cultural, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade dos territórios designadamente através da sua qualificação e valorização turística.

Como parceiros, surge a companhia S.A. Marionetas – Teatro & Bonecos, de Alcobaça, na qualidade de copromotor e a Fundação Batalha de Aljubarrota, enquanto parceiro institucional.

INFORMAÇÃO SOBRE O ESPETÁCULO

13 e 14 de agosto | 21h00
Vila de Aljubarrota
Aljubarrota 2021
“Margens da Batalha: As Mulheres de Aljubarrota”
Texto/ Dramaturgia/ Narração: Elsa Maurício Childs
Pelas companhias: A Corda | Companhia Livre | S.A. Marionetas

As páginas da História escreveram o nome dos heróis da Batalha de Aljubarrota – os incontornáveis D. João I, Mestre de Avis, e o Santo Condestável, D. Nuno Álvares Pereira, tantas vezes silenciando, pelo olhar quase sempre patriarcal da História, as mulheres que também definiram essa luta de bastardos.

Este novo texto sobre os acontecimentos de Aljubarrota, escrito de propósito para esta celebração, procura, através da reconstrução da leitura que as mulheres guerreiras da Batalha terão tido desta luta, conferir centralidade à sua participação na luta.

Através de diferentes textos literários que recontam a Batalha em si e os heróis e heroínas que a ela se entregaram – de Camões, no Canto IV dos Lusíadas, à Mensagem de Pessoa, passando, centralmente, por poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen e de Fiama Hasse de Paes Brandão e por vários textos poéticos escritos para deliberadamente para esta ocasião pela autora do texto dramatúrgico –, Margens da Batalha: As Mulheres de Aljubarrota procura tornar protagonistas da Batalha as filhas lusitanas de Atena – Maria de Sousa, Joana Fernandes e Brites de Almeida (a já mítica Padeira de Aljubarrota) –, que nela lutaram.

Sem esquecer os papéis essenciais desempenhados por Filipa de Lencastre e pela figura da Nossa Senhora Virgem de Oliveira, a quem D. João I, dedica a sua vitória, ao longo de 3 atos procura-se dar conta não apenas da Batalha em si, mas dos caminhos que a ela conduziram e dos que dela emergem.

O texto procura, assim, retirar estas personagens femininas das margens da História, dando-lhes o espaço e o tempo necessários para que sobre elas brilhe o foco dos acontecimentos de Aljubarrota.

Para esta tarefa, contribui, ainda, a poesia de Safo (a mais famosa mulher poeta da Antiguidade), que serve de mote para o texto, pelo olhar de centralização do feminino que a define.

Bilhetes|Reservas

Abertura de portas 1 hora antes do espetáculo.
Entrada gratuita, com acesso condicionado mediante apresentação de bilhete.
Devido às medidas de segurança determinadas pelas autoridades de saúde, o recinto terá a lotação limitada.
Os bilhetes poderão ser levantados na Tesouraria dos Paços do Concelho, no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, Benedita (até dia 13 de agosto) e também no próprio dia 2 horas antes do início do espetáculo.
Bilhetes disponíveis 15 dias antes do espetáculo.

Cada pessoa poderá levantar um máximo de quatro bilhetes.
Caso não seja possível levantar o bilhete presencialmente poderá efetuar a sua reserva através dos seguintes contactos: T. 262 580 857 | cultura@cm-alcobaca.pt
NOTA: reservas até dia 11 de agosto às 16h00.
#Aculturaésegura
Nota: Espetáculos sujeitos a confirmação mediante avaliação da situação pandémica

    Informação sobre as companhias

   A Corda

A Corda nasceu em 2018 e apresenta-se como uma plataforma de criação artística multidisciplinar centrada, primordialmente, no Teatro, na Música e na Literatura, assim como na exploração de diferentes linguagens cénicas.

Pretende funcionar como uma rede em expansão permanente, através da colaboração com outros membros da comunidade artística, fomentando a interação e a ligação das diversas formas de trabalho inerentes às artes. A Corda tem como princípio basilar exercer uma atividade ligada à comunidade, quer pela produção artística supracitada, quer pela formação nas áreas teatral e musical.

Na sua produção artística, destaca a criação e a apresentação de espetáculos que visam a exploração de linguagens cénicas e que se situam na interligação entre o Teatro, a Música e a Literatura – são exemplo disso os espetáculos “Epopeia”, “Jogo de Espelhos – Um Reflexo de Pessoa”, “Quadraginta dies Silentio”, “Ad Lucem”, “Sobre o Cristal Transparente”, as Tertúlias Literárias Encenadas sobre diferentes poetas portugueses, dos espetáculos para a infância “Babar” e “Fala Bicho” e do projeto In Verso (projeto de Teatro Playback da associação).

A Corda tem exercido uma atividade contínua, tanto na zona Oeste (Alcobaça, Porto de Mós e Rio Maior), como em Lisboa (nas Caves do Liceu Camões, no Centro Cultural da Malaposta e no Auditório Camões), tendo integrado, ainda, a programação de alguns festivais de teatro, como o Festival Internacional de Teatro de Setúbal (“Epopeia”, 2018), o Festival Books & Movies (com as tertúlias encenadas “Tempus Fugit: Os Horizontes do Tempo em Camilo Pessanha” e “Walt Whitman e os poetas portugueses”, 2018 e 2019, respetivamente, em Alcobaça), o Festival Novo Palco (“Jogo de Espelhos”, 2020, em Alcobaça) e o Festival Avesso (“Sobre o Cristal Transparente”, 2020, na Madeira).

     Ficha Artística

Direção de Atores: Ruben Saints
Texto/ Dramaturgia/ Narração: Elsa Maurício Childs
Interpretação: Diogo Bach, Inês Lucas, Lea Managil, Rita Carolina Silva, Ruben Saints, Tiago Bôto e Mestre André (músico)
Música e Sonoplastia: Mestre André
Figurinos: Ruben Saints
Adereços: Marinel Matos
Apoio à Produção: Joana Bastos
Agradecimentos: Ana Castanhito, Helena Raposo, Maria do Carmo Rebelo, António Santos, Margarida Guerreiro, Ana Costa e Vitor Lucas

S.A. Marionetas – Teatro & Bonecos

É uma estrutura profissional de criação em teatro de marionetas composta por autores, construtores e marionetistas que produzem originais e em português, com o objetivo de promover e divulgar o Teatro de Marionetas. Nessa perspetiva, o seu trabalho passa pela investigação e a procura de novas soluções estéticas, bem como a preservação da tradição popular portuguesa através da pesquisa e continuidade na realização do Teatro D. Roberto.

Em ambos os casos, privilegia-se a itinerância dos espetáculos como melhor forma de divulgar a arte da marioneta.

Ainda no cumprimento destes objetivos, a companhia organiza, desde 1998, o Festival Nacional de Teatro de Marionetas “Marionetas na Cidade” em Alcobaça, onde está sediada. Em 2015 o festival foi distinguido com o “EFFE Label”. Tem participado em diversos Festivais em Portugal, tendo também representado o país em Itália, Alemanha, França, Espanha, Inglaterra, País de Gales, Escócia, Itália, República Checa, China, Eslováquia, Macau, Cazaquistão, Indonésia, Coreia do Sul, Turquia, Áustria, Irão, Tailândia. Já foi distinguida com mais de uma dezena de prémios nacionais e internacionais pelas suas produções e desde 1997 já criou 51 produções originais.

Ficha Artística:

Direção de Cena: José Gil
Manipulação: Natacha Costa Pereira, Henrique Bértolo, Rodrigo Moreira, Luis Gil, Tomé Simão, Diogo Rainho
Escultura das Marionetas: Natacha Costa Pereira
Construção das Marionetas: Natacha Costa Pereira, José Gil, Sofia Olivença Vinagre e Luis Gil
Estruturas: Luis Gil
Desenho de Luz: José Gil e Óbidos Produções
Produção: Sofia Olivença Vinagre

Companhia Livre

A Companhia Livre é uma associação sem fins lucrativos, criada em 2008 e que tem como objetivo promover atividades de caráter cultural e educativo, contribuir para a divulgação, valorização e prestígio da história de Portugal.

Estudamos, pesquisamos e recriamos o quotidiano civil e militar de diversos períodos da história de Portugal.

É nossa missão divulgar a História de Portugal.

Somos um grupo de atores e animadores socioculturais com vasta experiência em interpretação e recreação histórica.

Interpretamos momentos, personagens e aventuras, sempre contadas na primeira pessoa, recorrendo a trajes e adereços de cada época.

Somos contadores de histórias, somos narradores de factos históricos e intérpretes.

Personificando personagens da História de Portugal, proporcionamos uma viagem pedagógica e estimulamos a imaginação, o interesse e a motivação pela História e cultura de Portugal – uma aula de história ao vivo, uma aprendizagem lúdica e divertida.

Lista de participantes:

Nuno Marques; Vera Pinto; Nuno Cardo; Luis Gomes; Nuno Esteves; Nuno Figueiredo; Nuno Gonçalves; José Carvalho; Fernando Brecha; Vera Rebelo; Carla Alves; Maria do Céu Sotta; João Conrado; Vitor Mendes; Paulo Polido; Martim Antunes; José Marcos; Luis França; Vasco Alves; Rui Simões; António Serra; Guida Santos; Maria José Vicente; Beatriz Figueira; Olga Figueira; Pedro Fortunado; André Inácio; Belarmino Figueiredo; Luis Figueiredo; Justina Silva; David Santos; Francisco Camacho; Luis Ferreira; José Pereira; Manuel Lobo; Ângelo Lobo; Miguel Rocha; Jorge Nunes; Joaquim Silva e Nuno Rodrigues.

SOBRE A BATALHA DE ALJUBARROTA

Este ano comemora-se o 636º aniversário da Batalha de Aljubarrota, um momento decisivo para a independência de Portugal, decorrido a 14 de agosto de 1385.

Nesta época, em plena Idade Média, Portugal vivia um clima de tensão política e social. Por um lado, durante a Crise de 1383, subsistia dentro da corte o desejo da união a Castela. Por outro, muitos lutavam para defender a independência de Portugal. O povo português não aceitava perder a nacionalidade.

O rei, D. João I, Mestre de Avis, há muito que preparava a defesa de Portugal. Do lado de Castela, D. Juan I planeava tomar o trono português e opta por fazer um cerco a Lisboa. E assim foi. O cerco durou 3 longos meses e só terminou quando Almada se rendeu por falta de água.

A Batalha foi-se aproximando dos Coutos de Alcobaça e viria a decorrer entre os campos de S. Jorge e os de Aljubarrota. Frei João de Ornelas, Abade do Mosteiro de Alcobaça, foi uma preciosa ajuda para o exército de D. João I. Enviou cerca de 300 homens para combater os castelhanos e, defendendo a ponte de Chiqueda, fez com que o exército de D. Juan I se atrasasse.

Mesmo em desvantagem numérica no número de cavaleiros e com a população fragilizada, D. João I decidiu avançar e elegeu D. Nuno Álvares Pereira como o estratega para comandar o destino dos portugueses.

Para este combate, D. Nuno criou uma prática militar, a técnica do quadrado, que impulsionou a vitória portuguesa.

Para esse dia, na charneca de S. Jorge, posicionou os cavaleiros em quadrado para criar uma ilusão de que existiam mais homens. Conseguiram assim atrair os invasores para dentro do quadrado atacando-os de todas as frentes. Os numerosos fossos e covas-de-lobo, cobertos com abatises foram autênticas armadilhas. Portugal venceu quando estava em clara desvantagem. A diferença numérica não ditou o seu destino.

Esta Batalha representa a afirmação da independência de Portugal e da sua gente.

Sobre a Padeira de Aljubarrota

Após a Batalha, depois de vencidos, muitos castelhanos fugiram temendo pelas suas vidas.

Conta a lenda que sete fugitivos ao tentar encontrar abrigo e mantimentos, entraram em casa de Brites de Almeida, a Padeira de Aljubarrota. Os homens encontraram a casa vazia, quando Brites teria ido ajudar a população de Aljubarrota a expulsar os invasores que ficaram depois da Batalha.

Brites de Almeida, mulher forte, alta, feia de aspeto, com uma força e coragem admirável, ao chegar a casa naquela noite, encontrou a porta fechada e desconfiou. Deu de caras com sete castelhanos famintos dentro do seu forno e não esteve com meias medidas. A Padeira e a sua gente, com a pá apontada pelo ferro afiado do raer, que utilizava para afastar as brasas do forno, mataram os sete castelhanos de uma só vez.

Assim se eternizou a lenda Padeira de Aljubarrota: heroína e mulher do povo, símbolo do patriotismo e do nacionalismo português. Defendeu a independência nacional com as suas próprias mãos, e, por isso, permanecerá no imaginário dos portugueses.

   Fonte: GRPP|CMA

Programação em Rede – Lezíria do Tejo

Teatro para Crianças, Arte Urbana, Cinema Documental e Dança animam noites nos municípios da Lezíria do Tejo

A Programação em Rede, promovida pela Lezíria do Tejo, teve, na última semana de julho, grande intensidade de realizações, em diversos municípios do território. Associação Aqui Há Gato apresentou o espetáculo “Tejo, por um Fio”, centrado nas preocupações ambientais, no jardim Equuspolis da Golegã, no Centro Escolar de Azinhaga e ainda no Cineteatro de Rio Maior.

Leiria

José Alberto Vasco participa na nova exposição do Fotografar Palavras no m|i|mo

O alcobacense José Alberto Vasco será um dos escritores participantes na exposição Fotografar Palavras / Fotógrafos e Escritores Juntos na Transformação de Palavra em Fotografia, patente no mimo / Museu da Imagem em Movimento, em Leiria, de 1 de agosto a 21 de novembro deste ano. Esta será a segunda de quatro exposições anuais do Fotografar Palavras, neste museu.

Torres Vedras

"Onda de Verão" traz arte e cultura a Santa Cruz

Santa Cruz continua a contar com a animação do programa “Onda de Verão”. Artistas, criadores e agentes culturais locais dão forma à 21ª edição do programa, que decorre até 19 de setembro nesta estância balnear do concelho de Torres Vedras, num formato seguro que respeita as medidas em vigor no âmbito da pandemia.

Na Praça da República

Festival Teatro de Rua leva animação a Porto de Mós até 13 de agosto

Cartaz

O Festival Teatro de Rua vai ter lugar nos dias 13, 24, 25, 30 e 31 de julho e 1, 7 e 13 de agosto, pelas 21h00, na Praça da República, em Porto de Mós. Serão cumpridas todas as normas da DGS, nomeadamente do que diz respeito ao distanciamento físico, número limitado de pessoas e uso obrigatório de máscara. A confirmação de presença é obrigatória para reserva de lugar, até dia 23 de julho, para o endereço de email: iniciativas@municipio-portodemos.pt ou para o telefone 912 349 016.

Com a participação do escritor José Luís Peixoto

Abrantes, Constância e Sardoal formam Território Literário inspirado em Botto, Camões e Gil Vicente

Os Municípios de Abrantes, Constância e Sardoal apostam nos “Caminhos Literários – com Botto, Camões, Gil Vicente e outros que por cá passaram” e criam programa de artes e espetáculos em rede para potenciar o território, onde além das paisagens literárias associadas aos seus escritores, é proposto um programa turístico-cultural em que a literatura é ponte para descoberta de novas identidades.

No triénio de 2021 a 2023

Câmara da Batalha assina protocolo com Politécnico de Leiria para a promoção de uma Semana Temática dedicada à Cultura

O Município da Batalha e o Politécnico de Leiria concretizaram um projeto de cooperação para promoção de uma Semana Temática dedicada à Cultura, nos anos 2021, 2022 e 2023, dedicada a estudantes do ensino secundário.
A semana temática deve realizar-se no mês de julho, com o envolvimento de 50 estudantes e 4 monitores, que farão o seu acompanhamento.

Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo promove Programação em Rede

Mural de arte urbana de João Domingos em Santarém evidencia monumentos icónicos da cidade

Mosaico de Santarém é o nome atribuído à mais recente obra de Arte Urbana do artista plástico João Domingos, inaugurada em Santarém, no dia 9 de julho. A obra procura evidenciar alguns monumentos icónicos da cidade, realçando detalhes particulares que mais sensibilizaram o artista.

Visitantes convidados a fotografarem-se ao lado de duas figuras consagradas da cultura popular portuguesa

Bordalo Pinheiro e Zé Povinho já têm estátuas nas Caldas da Rainha

Quem visitar Caldas da Rainha já pode tirar uma fotografia com Rafael Bordalo Pinheiro. No ano de comemoração dos 175 anos do seu nascimento, a autarquia quis homenagear o consagrado artista português com uma estátua no centro da cidade, na Rua das Montras. Bordalo Pinheiro não está sozinho e tem a companhia de um dos seus personagens mais icónicos, Zé Povinho. Esta é uma forma de “homenagear e divulgar este que é um artista incontornável da arte e cultura portuguesas”, afirma Tinta Ferreira, presidente da autarquia.

Capacitar a Cultura - RHI em Leiria tem lugar nos dias 25 e 28 de junho

IIIª edição do RHI: Revolution, Hope, Imagination passa por Leiria, Alcobaça e Torres Vedras

O Arte Institute promove em Portugal a IIIª edição do RHI: Revolution, Hope, Imagination, que em Leiria tem lugar a 25 e 28 de junho. A iniciativa procura promover o diálogo entre Arte e Negócio, Cultura e Turismo, criando novos modelos de negócio para as artes e cultura contemporânea num circuito nacional, com palestras, workshops/webinars e espetáculos em 12 cidades diferentes: Leiria, Évora, Loulé, Braga, Alcobaça, Torres Vedras, Lisboa, Porto, Funchal, Vidigueira, Faro e Ponte de Lima.

Torres Novas

A Gaivota, da Companhia João Garcia Miguel, sobe ao palco sexta-feira no Teatro Virgínia

A peça de teatro A Gaivota, da Companhia João Garcia Miguel, sobe ao palco do Teatro Virgínia esta sexta-feira, dia 18 de junho, a partir das 21h. O Projeto Gaivota é uma peça de teatro original, que aborda o tema de género de múltiplas formas, cruzando 2 eixos principais: a personagem Treplev da peça “A Gaivota” de Anton Tchekov e a a história verdadeira de uma rapariga transgénero.

Fernando Freire é coordenador artístico das intervenções artísticas

Ansião, Figueiró dos Vinhos e Pombal integram população na valorização do património da cantaria e calcetaria

No âmbito do projeto Territórios de Pedra, lançado este ano pelos municípios de Ansião, Figueiró dos Vinhos e Pombal, estão a ser desenvolvidas intervenções artísticas, que promovem a valorização da cantaria e calcetaria, nos três municípios. As Intervenções artísticas são coordenadas por Fernando Freire, reconhecido professor local de escultura.

Na categoria de “2.º e 3.º Ciclos”

Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto vence concurso de cinema promovido pela Rede Cultura 2027

No dia 1 de junho, realizou-se no Teatro José Lúcio da Silva, Leiria, a cerimónia de entrega dos prémios do concurso escolar de cinema “Gentes e Lugares”, no qual o Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto venceu na categoria de “2.º e 3.º Ciclos”. O filme vencedor “Entrevista ao Ti Luís”, produzido pelo 9ºA, deu a conhecer uma das figuras mais acarinhadas pela comunidade são-martinhense, com grande tradição marítima e piscatória.

“Cubículo: A Saída” está em exposição até dia 16 de junho

Politécnico de Leiria apresenta exposição online com retratos artísticos no contexto de sucessivos confinamentos

“Prédio Ideal em quarentena”, de Tânia Lopes Martins

“Cubículo: A Saída” é o nome da exposição online e edição serigráfica que a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria acaba de lançar, através de um cruzamento de diferentes áreas discursivas da Escola, mediante um exercício de curadoria experimental, onde obras de vídeo, desenho, fotografia, som e pintura, convergem num modelo binário de galeria virtual e edição em serigrafia enviada por correio postal. A exposição foi lançada no dia 1 de junho e está disponível no site www.cubiculoasaida.com, até dia 16 de junho.

A exposição resulta da sexta edição do “Cubículo”, onde foi lançada uma open call a estudantes e recém-licenciados da ESAD.CR, com a intenção de apresentarem um retrato, ainda que indireto, da produção artística no contexto de sucessivos confinamentos, constrangimentos e distanciamentos, num período marcado pela limitação de liberdades e aumento de intolerâncias, mas também pelo despertar e reformular de consciências.

Toda a programação funciona no site da exposição, num formato de apresentações duplas, diariamente entre 1 e 16 de junho. Paralelamente, pode ser feita no mesmo site a subscrição da publicação em serigrafia, com contribuições de alguns dos participantes.

O projeto conta com as participações de Ana Felício e João Lopes, Filipa Morgado, Gabriel Bôtto, Inês Bijóia, Joana Cruz, Luísa Pereira da Fonseca, Luíze Reina Jundze, Maria Fradinho, Maria Miguel von Hafe, Mariana Marques, Miguel Ângelo Marques, Pedro Nunes, Romie, Rui Faria e Filipe Mendes, Sebastião Casanova, Tânia Lopes Martins, Teresa Sampaio, Tomás Marreiros, João Duarte, João Amélio, Álmos Fekete, MVTILDE e o coletivo Luscofusco.

O “Cubículo” é um projeto curatorial da licenciatura em Programação e Produção Cultural, que promove a diversidade de discursos, propostas e criações artísticas, acolhendo obras das diversas áreas disciplinares da ESAD.CR. Mais informações estão disponíveis através do e-mail: cubiculo.esad.cr@gmail.com.

Fonte: Midlandcom

Espetáculo juntará António Zambujo, Luís Figueiredo e a Ourearte

Ministra da Cultura inaugura o Teatro Municipal de Ourém no dia 2 de junho

A cerimónia de inauguração do Teatro Municipal de Ourém que irá decorrer esta quarta-feira, dia 2 de junho, a partir das 20 horas, vai contar com a presença da ministra da Cultura, Graça Fonseca, e do presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque. A cerimónia inclui um espetáculo que juntará António Zambujo, Luís Figueiredo e a Ourearte.

52º produção

S.A.Marionetas apresenta dia 29 de maio ante-estreia de "Alfredo - O colecionador de borboletas"

A companhia S.A.Marionetas- Teatro & Bonecos, apresenta a sua 52º produção “Alfredo – O colecionador de borboletas” com ante-estreia no dia 29 de maio de 2021 no Cine-Teatro de Alcobaça, às 11h00. Preço único €7,50. Maiores de 3 anos. Esta produção da companhia S.A.Marionetas é uma ideia antiga da companhia de abordar o tema da deficiência, mas de uma forma real e ao mesmo tempo com um sentido de esperança e luta pela conquista de ultrapassar barreiras.

Torres Novas

Fatias de Cá continua temporada de “Os Relvas” na Distilaria da Brogueira

O Fatias de Cá continua a sua temporada de Os Relvas (Sg. Alves Redol) na Distilaria da Brogueira, em Torres Novas, no dia 23 de maio. O Fatias de Cá irá ainda apresentar aos sábados, de maio a junho, no Museu Nacional Ferroviário a peça Sonho de Uma Noite de Verão, integrada na programação Cultural em Rede – VOLver, promovida pelo Município do Entroncamento.

Obra marca estreia literária da professora fundadora do grupo de teatro Contra-Regra

Manuela Reis Monteiro apresenta na Azambuja livro “O homem que vendia mel e outros contos”

O Município de Azambuja associa-se à autora Manuela Reis Monteiro para a apresentação do seu livro – “O homem que vendia mel e outros contos”, no próximo domingo, dia 16 de maio. A iniciativa terá lugar pelas 15h30, no jardim do Páteo Valverde em Azambuja.

VOLver - Programação Cultural em Rede é cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Centro 2020

Entroncamento, Torres Novas e Barquinha vão promover 84 eventos culturais em 2021

Os 3 municípios responsáveis pela organização do projeto VOLver irão receber, entre 18 de maio a 11 de dezembro de 2021, um total de 84 eventos culturais nas áreas da música, exposições, dança, teatro, arte urbana, cinema e conferências. O mote VOLver – Programação Cultural em Rede, é dado pela história, tradição e património militar que une estes territórios do Médio Tejo. Num eixo de 15 km, Entroncamento, Vila Nova da Barquinha e Torres Novas têm 65.000 residentes com hábitos de circulação e usufruto de equipamentos, serviços, espaços de cultura e lazer que dão corpo a esta urbe regional

Município vai envolver os museus municipais e agentes culturais do concelho de Alcobaça

Alcobaça assinala o Dia Internacional dos Museus e Bom Dia Cerâmica de 15 a 22 de maio

O Município de Alcobaça associa-se às comemorações do Dia Internacional dos Museus (DIM), pelo segundo ano consecutivo associando igualmente o evento do Bom Dia Cerâmica. O conjunto dos dois eventos terá lugar entre 15 e 22 de maio, envolvendo os museus municipais e agentes culturais do concelho de Alcobaça.

Obra que já se apresentou em diversos países europeus e em algumas cidades portuguesas leva para cena o olhar de Carlos Moedas sobre a Europa

Monólogo sobre a vida de Carlos Moedas chega a Torres Vedras

Monólogo é interpretado pela atriz Sara Ribeiro

“Sr. Moedas”, obra que já se apresentou em diversos países europeus e em algumas cidades portuguesas e que leva para cena o olhar de Carlos Moedas sobre a Europa, chega agora ao palco do Teatro-Cine, em Torres Vedras, no dia 9 de maio. Com a sessão marcada para as 16h30, o monólogo pretende transportar os espectadores para uma viagem sobre o papel de Portugal no velho continente, representando ainda diversas figuras da vida do político de Beja, agora candidato à Câmara de Lisboa.

A peça tem como principal temática a visão de Carlos Moedas sobre a Europa e a sua experiência enquanto Comissário Europeu, mas também inúmeros aspetos marcantes da sua infância e as pessoas que vieram a marcar a sua vida, com episódios da sua vida contados pelo próprio ao encenador da obra.

“Para trazer a palco esta peça, tivemos como base uma conversa com Carlos Moedas, em que ficámos a conhecer de perto as suas histórias, ideias e vivências, tendo-nos mesmo sido permitido transportá-las para cena e criar quase um retrato profissional, mas também pessoal do político de Beja. Em “Sr. Moedas” aborda-se a sua infância no Alentejo, o período de escola e a família, mas também todo o percurso profissional.”, explica João Garcia Miguel, encenador do espetáculo.

O espetáculo, que pretende ainda levar à interrogação sobre as políticas atuais, numa altura em que a pandemia faz ainda despoletar crises económicas e sociais, conta em palco com a atriz Sara Ribeiro, que se desdobra em múltiplas personagens reais da vida de Carlos Moedas.

Os bilhetes para a sessão no Teatro-Cine custam 5 euros e podem ser adquiridos diretamente na bilheteira do teatro. O espetáculo respeita todas as regras de segurança e higiene importas pela Direção-Geral de Saúde.


Sobre a Companhia João Garcia Miguel

A Companhia João Garcia Miguel, fundada em 2002, é uma companhia de criação artística contemporânea que pesquisa o desenvolvimento artístico e criativo em artes performativas, exploradas no teatro, e cujo diretor artístico é o encenador com décadas de carreira João Garcia Miguel. Tem como eixo principal da sua atividade artística a ligação entre a Liberdade e o Teatro, tendo como objetivo central provocar uma mudança e diferença social no mundo atual. A companhia conta com inúmeras criações distinguidas e premiadas, tais como a peça Yerma, em 2014, premiada com o Prémio SPA para o Melhor Espetáculo de Teatro e, em 2008, João Garcia Miguel recebeu também o Prémio FAD Sebastià Gasch, em Espanha.

Quarta edição do Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas celebra a Primavera

Festival Manobras traz espetáculos a Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Pombal, sobral e Tomar

A quarta edição do Manobras – Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas – retoma agora na primavera 2021, com uma aposta em projetos artísticos em espaços não convencionais, dando a conhecer propostas que mobilizam as populações com toda a segurança. O festival da Artemrede apresenta de 24 de abril a 24 de julho uma vasta programação cultural em 13 territórios: Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Barreiro, Lisboa, Montemor-o-Novo, Montijo, Palmela, Pombal, Sesimbra, Sobral de Monte Agraço e Tomar.

46 Escolas produziram mural para assinalar os 46 anos do Dia da Liberdade

Ministra da Cultura inaugura domingo Mural em Peniche em frente ao Museu Nacional Liberdade e Resistência

Este domingo, a ministra da Cultura inaugura o Mural “O 25 de Abril nas escolas”, na presença das entidades promotoras e de escolas participante. Este mural foi projetado para assinalar os 46 anos do Dia da Liberdade, só que a situação epidemiológica que então se vivia não o permitiu. Sem desistirem da iniciativa, as organizações e entidades envolvidas decidiram adiar um ano a inauguração, registando no próprio mural o motivo desse adiamento.

Projeto UpA - Unidos pela Arte

SAMP e Município de Leiria lançam projeto UpA de inclusão social pela Arte

Sandra Sousa, gestora de projetos da SAMP

A SAMP e o Município de Leiria vão lançar o projeto UpA – Unidos pela Arte, um projeto de inclusão social, recorrendo à arte para facultar ferramentas essenciais para manter o estado de saúde, bem como potenciar a autoestima, autocontrolo, adaptabilidade, relações sociais, promovendo a criação de grupos e redes de apoio.

Este é um projeto dirigido a profissionais de saúde, cuidadores, colaboradores de instituições e os demais que entendam benefício participar.

Este programa pretende constituir-se como boa prática a ser alargada a um maior território para chegar a todos os que precisam, com uma solução de práticas participativas e um trabalho artístico cocriativo.

Para este projeto, propõem-se a criação de uma companhia artística permanente, que integre todos os interessados que se detetem ou que nos sejam encaminhados por instituições, profissionais da saúde, cuidadores e colaboradores.

Prevê-se, com estes grupos, promover o encontro através de práticas sonoras comunitárias, viajando com a Música, com o Teatro e com o Movimento.

Nos tempos atuais, as comunidades encontram-se a atravessar um dos momentos mais desafiantes e de grandes tensões sociais, emocionais e económicas.

O medo, a ansiedade e a incerteza agudizaram-se no dia-a-dia de cada individuo, e consequentemente deterioram as relações, as famílias, as equipas de trabalho e toda uma sociedade. Assim se passa não só com a saúde física, mas também, e principalmente, com a saúde mental, que desestabilizada a longo prazo, traz também a redução da imunidade e estados físicos patológicos associados.

Uma das consequências desta crise é a diminuição dos recursos financeiros e por tal facto, a arte, o auto cuidado e a terapia passam para segundo plano, aumentando o recurso a medicação do foro psicológico e internamento em serviços de psiquiatria.

E neste sentido que nasce a vontade de desenvolver um projeto de práticas comunitárias, em que a Arte se torna a ferramenta principal para o Estar com o Outro.

Se, por um lado, o objetivo é, através de um trabalho comunitário cocriativo desenvolver performances artísticas, enaltecendo as aptidões de cada indivíduo, que terá como resultado final a apresentação de diversas performances em locais imprevisíveis do Concelho de Leiria, por outro, pretende-se facilitar novas descobertas, novos olhares e novos canais de comunicação, que nos permitem questionar e caminhar conscientes rumo a autoestima e autoconsciência.

É nesta evolução de consciência que, depois de atravessarmos os estados de medo, ansiedade, perda de horizonte e futuro, descobrimos as nossas potencialidades, o que faz de nós únicos e fundamentais no núcleo familiar, no meio laboral, na comunidade, no planeta e na vida. E isto acreditamos ser a verdadeira dimensão da palavra saúde. Todas estas tomadas de consciência e todo este caminhar é facilitado pela presença da música, do som e das artes em geral.

O projeto SAMP “Unidos pela Arte – UpA” é financiado e apoiado pela Câmara Municipal de Leiria.

    Fonte: GRPG!CML

 

3ª edição dos seminários “Design para Debate” arranca online no dia 14 de abril

Politécnico de Leiria convida profissionais e investigadores internacionais para debater o potencial do design

Está a chegar a 3ª edição dos seminários “Design para Debate” com profissionais e investigadores internacionais a discutir o potencial do design enquanto facilitador da reflexão e debate, através do pensamento em torno da necessidade da mudança paradigmática, que desloca o design das aplicações para as implicações (sociais, culturais, eco-sistémicas, éticas e políticas, entre outras). O programa é promovido no âmbito da licenciatura em Design Industrial, da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha

Com INTERACTIVITY, uma exposição imersiva e interativa de Nuno Mika

Casa Varela - Centro de Experimentação Artística abre ao público em Pombal

Cartaz

A Casa Varela – Centro de Experimentação Artística, em Pombal, irá abrir ao público esta quinta-feira, 8 de abril, com INTERACTIVITY, uma exposição imersiva e interativa de Nuno Mika.

Focado no mundo digital, Nuno Mika é um artista e investigador que desenvolve projetos multidisciplinares no âmbito dos New Media Art. No inicio de 2014, depois de estudar Música, Eletromecânica e Arquitetura, começa a desenvolver instalações interativas com combinações entre luz e som, criando ambientes imersivos e oníricos, destinados a envolver o espetador. Os seus trabalhos já foram apresentados em vários países, como Canada, Rússia, Espanha, Holanda, Itália.

Nesta exposição que assinala a abertura da Casa Varela ao público, Nuno Mika apresenta ao público duas instalações: Infinity Room – uma sala interativa, onde a perceção espacial vai alterando consoante o movimento do espectador – e Sound Memory, que consiste na materialização de sons captados na cidade de Pombal, sendo projetadas estas ondas sonoras numa sala com vapor de água, e geradas diversas formas geométricas tridimensionais.

Apesar da Casa Varela já estar em funcionamento desde novembro passado, a sua utilização encontrava-se limitada aos criadores em residência artística que, ao longo dos últimos meses, produziram diferentes conteúdos virtuais que fomos disponibilizando nas nossas redes sociais.

Agora que a situação pandémica nos permite, as portas estarão abertas a todas e todos de quarta a sexta-feira, das 16h00 às 21h00 e aos fins-de-semana, entre as 10h00 e as 13h00.

    Fonte: GC|CMP

Concurso homenageia a célebre escritora e incentiva a produção literária

3.º Prémio Literário Fernanda Botelho bate recorde de participação no Cadaval

Fernanda Botelho

Mais de um milhar de propostas foram recebidas para participação no 3.º Prémio Literário Fernanda Botelho, concurso que encerrou ontem, dia 31 de março. Uma vez mais, as candidaturas a este galardão, promovido pela Câmara Municipal do Cadaval e Associação Gritos da Minha Dança, tiveram proveniência de diversos países, além de Portugal.

Esta edição contou com a participação de pessoas oriundas de diversas nações, mostrando que a língua portuguesa está disseminada pelo mundo. Estão representados países como o Brasil, Moçambique, Angola, Bélgica, Irlanda, República Checa, França, Suíça, Alemanha e, claro, Portugal.

Foram batidos recordes, tanto na participação geral, como na participação juvenil, tendo sido recebidos um total de 1127 contos candidatos.

Pela quantidade de contos recebidos, a previsão de divulgação dos vencedores (modalidade “adultos” e “juvenil”) será feita, previsivelmente, até ao final do ano corrente, em data a anunciar.

O prémio Literário Fernanda Botelho destina-se a homenagear a escritora Fernanda Botelho (1926-2007), que viveu parte da sua vida na aldeia da Vermelha (concelho do Cadaval) e cuja obra literária é aplaudida a nível nacional, tendo recebido diversos prémios literários.

Este galardão bienal (adiado em 2020 devido à pandemia) constitui um concurso promovido pelo Município do Cadaval e Associação Gritos da Minha Dança, detentora do acervo da referida escritora.

Em 2018, a segunda edição deste concurso cadavalense reuniu cerca de 200 participantes, oriundos de todo o território nacional e do Brasil.

Já a primeira edição (2016) totalizou perto de 380 participantes, oriundos de Portugal mas também de fora do país, nomeadamente Brasil, Canadá, EUA, Bélgica e França.

     Fonte: BF|SCRP|CMC

“Somos Todos um Rio” abrange 1 Município, 10 freguesias, 100 espetáculos

Município de Rio Maior e “Beleza Teatro” lançam projeto de teatro comunitário

O Município de Rio Maior e o “Beleza Teatro” lançam projeto de teatro comunitário “Somos Todos um Rio”, alargado a todo o concelho, que visa colaborar na programação, formação e criação artística. Um projeto, liderado por Rui Germano, que vai englobar todas as suas 10 freguesias, com enfoque principal no envolvimento da população. “Somos Todos Um Rio” foi apresentado, simbolicamente, no dia 27 de março, Dia Mundial do Teatro.

Produção artística e oferta cultural decorre até finais de junho

Leiria Cultura apresenta programação municipal para a primavera

Leiria Cultura apresenta a programação para esta Primavera, com múltiplos destaques, selecionados pelo Município, que acolhem áreas diversificadas da produção artística, até finais de junho. A opção por estações do ano surgiu da necessidade de dar resposta à incerteza das condições de programação que vivemos, mas também, para a fazer coincidir a com as condições meteorológicas.

Organização atesta que foi um sucesso e que ai regressar

Ronda Leiria Poetry Festival reuniu mais de 200 participantes de 40 países

Cartaz

O Ronda Leiria Poetry Festival, na sua primeira edição online e também além fronteiras, decorreu durante 10 dias, entre 12 e 21 de março, abraçou a poesia mundial, com mais de 200 participantes de 40 países, terminou há poucos dias e já estamos com saudades!

Assumido como um festival de características ímpares que Rondou a poesia nas suas mais diversas formas e expressões, o Ronda Leiria Poetry Festival trouxe a poesia do mundo a Leiria e levou a nossa poesia e os nossos poetas fora de portas através de palcos digitais.

Para a vereadora da cultura do Município de Leiria, Anabela Graça, “o Ronda Leiria Poetry Festival ainda agora começou, mas o feedback recebido revela que o seu futuro é garantidamente promissor, tendo superado todas as expetativas”.

Desde os participantes que manifestaram grande entusiasmo e total envolvimento no Ronda, ao público que, online, se fidelizou e manifestou surpresa pela grande qualidade deste festival e apoia novas edições, ficou a certeza de que o Ronda, já a partir da sua primeira edição, está a assumir uma extraordinária dimensão global.

Durante dez dias, lado a lado, numa partilha sentida da palavra dita e escrita nas suas línguas de origem, estiveram “de alma e coração” poetas, artistas, pensadores portugueses e estrangeiros, alguns sobejamente conhecidos e reconhecidos em Portugal e no mundo e aqueles que, não sendo conhecidos por cá, são nomes reconhecidos nos seus países de origem e passaram também a sê-lo em terras lusitanas.

A palavra é universal, os sentimentos são universais e a poesia remete-nos para uma dimensão na qual a língua não é obstáculo, mas sim um desafio.

Organizado pelo Município de Leiria, pela Cidade Criativa da Música UNESCO e Livraria Arquivo, o Ronda Leiria Poetry refletiu o excelente trabalho de uma equipa audaz que, apostou neste festival e conseguiu superar o espectável, formada por Celeste Afonso, coordenadora e, também responsável pela produção e curadoria, juntamente com Mirna Queiroz, Ana Miranda, Xana Vieira, Luís Filipe Sarmento e Paulo Costa (mentor da Ronda Poética e ligado ao projeto desde o início).

Em 2021 Leiria assinala os 400 anos do seu poeta maior – Francisco Rodrigues Lobo, com um vasto programa de atividades de caráter cultural, educativo e ambiental, no qual todos os leirienses são convidados a participar e, assim, conhecerem o seu legado poético. O Ronda Leiria Poetry fez jus à cidade dos poetas e passou a fazer parte de Leiria e do Mundo, numa afirmação de que a poesia não tem fronteiras e os poetas estão em toda a parte.

    Fonte: GRPG|CML

Filmes foram distinguidos pelo festival de cinema de turismo The Golden City Gate

Filmes do Turismo Centro de Portugal duplamente premiados em Berlim

Dois filmes promocionais do Turismo do Centro foram premiados na 21.ª edição do The Golden City Gate, importante festival de cinema de turismo inserido na feira ITB Berlim, na Alemanha: “Life is Now – A Vida é Agora” e “No Pain No Gain – Aqui Trabalha-se, O Resto é Paisagem” conquistaram duas “Silver Star”.

Entre 12 e 21 de março

Ronda Leiria Poetry Festival começa esta sexta-feira e transforma a cidade na capital da poesia

Cartaz

Imperdível e memorável! É assim que o Ronda Leiria Poetry Festival será vivido e sentido em Leiria e no mundo durante os 10 dias em que vai decorrer, online.

Entre 12 e 21 de março, o Ronda Leiria Poetry Festival irá receber entrevistas, conferências, debates, workshops, vídeo-poemas, espetáculos musicais e performances poéticas, num total de 65 horas de programação, com 200 convidados de 40 países.

No ano em que Leiria comemora o quarto centenário da morte do seu poeta maior – Francisco Rodrigues Lobo – este é um evento que celebra, também, o seu legado, afirmando Leiria como território de poesia e de poetas.

Promovido pelo Município de Leiria, Leiria Cidade Criativa da Música e Livraria Arquivo, o Ronda Leiria Poetry Festival traz até nós e leva ao mundo, sempre em formato digital, participantes como o francês Gilles Lipovestsky, o norte-americano Jack Hirschman, o angolano Ondjaki ou ainda Tyehimba Jess, Dwayne Betts, Bejan Matur, Lebo Mashile, Arthur Sze e Yoko Tawada.

Entre os autores convidados para o Ronda, temos referências nacionais de um mérito incontornável, com Luís Tinoco, Regina Guimarães, José Luís Peixoto, Nuno Júdice, José Anjos e João de Melo.

Sendo Leiria uma Cidade Criativa da Música UNESCO, a música estará sempre presente neste festival, que termina com composições de Rita Redshoes, que musicou poemas de Francisco Rodrigues Lobo.

“Provavelmente a alegria”, pelo Grupo Leirena Teatro, sobe também ao palco “digital” do Ronda, através da dramatização do livro de Saramago “1993”, entre muitas e importantes atuações que incluem ainda uma ação poética no Estabelecimento Prisional de Leiria.

Entre 12 e 21 de março, num palco digital – de Leiria para o Mundo e do Mundo para Leiria – todos estão convidados a acompanhar o Ronda Leiria Poetry Festival em:

https://www.facebook.com/rondaleiriapoetryfestival  https://www.facebook.com/LeiriaCultura

Toda a informação em https://leiriapoetryfestival.com/

    Fonte: GRPG|CML

Entre 12 e 21 de março

RONDA Leiria Poetry Festival recebe mais de 200 convidados de 40 países

Entre 12 e 21 de março, mais de 200 convidados oriundos de cerca de 40 países vão apresentar-se no RONDA Leiria Poetry Festival, em entrevistas, conferências, debates, workshops, vídeo-poemas, espetáculos musicais e performances poéticas. O Festival terá este ano a sua primeira edição internacional.

"O maior escritor leiriense de todos os tempos"

Município de Leiria assinala 400 anos da morte do poeta Francisco Rodrigues Lobo

O Município de Leiria assinala, em 2021, 400 anos da morte do poeta Francisco Rodrigues Lobo, com um programa diversificado de atividades educativas, culturais e científicas, até final do ano. A vereadora da Educação e Cultura, Anabela Graça, e o Prof. Doutor Carlos André apresentaram o programa.

Bailarino leiriense venceu o Prix de Lausanne

Município de Leiria atribui Votos de Louvor a António Casalinho e ao Conservatório de Dança Annarella Sanchez

O Executivo da Câmara Municipal de Leiria aprovou na sua reunião de 17 de fevereiro, um Voto de Louvor ao bailarino leiriense António Casalinho, que se sagrou vencedor da mais prestigiada competição de ballet do mundo: Prix de Lausanne e, um Voto de Louvor ao Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez pelo seu papel primordial na formação e promoção na área da Dança.

Disponível também em plataforma digital

Leitores da Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Oeste já têm acesso gratuito a mais de 7000 publicações online

 Os leitores da Rede Intermunicipal de Bibliotecas do Oeste (RIBO) têm disponível o serviço Pressreader , plataforma digital que disponibiliza, gratuitamente, jornais e revistas online. Este serviço inovador permite ao leitor ler – instantaneamente, ou descarregar para ler mais tarde – mais de 7.000 publicações nacionais e estrangeiras.

Prémio tem o valor de 5000 euros

Alcobaça lança a 8ª edição do Prémio Internacional Books & Movies no âmbito da Literatura de Viagens

No âmbito do BOOKS & MOVIES – Festival Literário e de Cinema de Alcobaça, a Câmara Municipal de Alcobaça promove a 8ª edição do Prémio Internacional Books & Movies. Este ano, estará a concurso a modalidade Roteiro de Viagem Escrito no âmbito da Literatura de viagens, subordinado ao tema “Dê Lugar ao Amor”, sentimento universal que ocorre em todos os lugares.

Torres Novas

Curta-metragem “Boquilobo. Reserva de Futuro” estreia no Dia Mundial das Zonas Húmidas

O Município de Torres Novas associa-se ao Dia Mundial das Zonas Húmidas, dia 2 de fevereiro, estreando online a curta-metragem documental “Boquilobo.Reserva de Futuro”, de Carlos Mateus de Lima.

Projeto Concertos para Bebés não abandona Leiria em 2021

O Município de Leiria e a companhia Musicalmente esclarecem que o projeto Concertos para Bebés não abandona Leiria em 2021, mas deixa de ter programação em todas as salas onde operava em situação de exploração da bilheteira no primeiro semestre.

8ª Encontro de Teatro de Pombal decorre de 8 a 10 de janeiro

O Teatro Amador de Pombal promove nos dias 8, 9 e 10 de janeiro o seu 8º Encontro de Teatro com o objetivo de dar a conhecer o trabalho artístico desenvolvido por grupos teatrais com quem tem vindo a desenvolver parcerias culturais.

Folio decorre até 24 de outubro

Festival Literário Internacional de Óbidos já abriu ao público

Em final de mandato, Humberto Marques, presidente da Câmara Municipal de Óbidos, inaugurou esta quinta-feira, o FOLIO – Festival Internacional de Literatura de Óbidos, recordando esta “aventura”, iniciada há seis anos, que levou a bom porto com o anterior presidente, Telmo Faria, e com José Pinho, curador do FOLIO Mais e editor da Ler Devagar. O certame decorre até 24 de outubro.

Obra foi a vencedora da terceira edição do Prémio Literário do Médio Tejo

Jorge M. Fazenda apresenta livro «A Esquina do Tempo» na Biblioteca Municipal de Torres Novas

No dia 9 de outubro, pelas 16 horas, terá lugar no auditório da Biblioteca Municipal de Torres Novas a apresentação do livro A Esquina do Tempo, de Jorge M. Fazenda. Esta obra foi a vencedora da 3ª edição do Prémio Literário do Médio Tejo, na categoria de romance. Depois da apresentação desta nova obra de Jorge M. Fazenda na Feira do Livro de Lisboa, é a vez dos torrejanos e leitores.

Azambuja, Golegã, Muge e Coruche

Dança, estátuas humanas e arte urbana marcam programação em rede na Lezíria

Dançar com Vindimas, produção de dança contemporânea da Academia de Dança do Círculo Cultural Scala- bitano, com coreografia de São Noronha, tem estado em destaque na programação em rede da Comu- nidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo e seus municípios .

Associação cultural sublinha desafios para novos autarcas

Artemrede pede política integrada e financiamento estável que permita sustentabilidade do setor cultural

A Artemrede revelou as conclusões do seu Fórum Político e sublinha os desafios para os autarcas que iniciam o seu mandato. Associação frisa que “a participação de dezenas de agentes culturais, discutindo questões sobre sustentabilidade, coesão e desenvolvimento, deixa a Artemrede segura de que a cultura é fundamental na construção de sociedades democráticas e resilientes. Os executivos autárquicos que agora iniciam o seu trabalho têm uma responsabilidade clara na afirmação e concretização deste objetivo, que devem assumir como verdadeiro desafio estratégico da sua ação”.

Entre os dias 18 de setembro

Galeria Municipal de Torres Vedras acolhe exposição de obras da Coleção António Cachola

A Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras acolhe, entre os dias 18 de setembro e 4 de dezembro, a exposição Entre paredes: futuros. A mostra é composta por obras de Alexandre Estrela; Alice Geirinhas; Ana Jotta; Anamary Bilbao; Ana Manso; Ana Rito; Andreia Santana; António Neves Nobre; Belén Uriel; Bruno Cidra; Carlos Nogueira; Dalila Gonçalves;  Diogo Evangelista; Gonçalo Sena; Horácio Frutuoso; Igor Jesus; Ilda David; Inês Botelho; Jaime Welsh; José Pedro Croft; João Queiroz; Mané Pacheco; Miguel Ângelo Rocha; Paulo Brighenti;  Pedro Cabrita Reis; Rui Chafes; Rui Toscano e Susana Anágua.

11 dias, 161 atividades e 175 autores e escritores

FOLIO - Festival Literário Internacional de Óbidos regressa em outubro em regime presencial

O FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos volta a realizar-se entre os dias 14 e 24 de Outubro, numa edição que terá como tema “O outro”. O evento regressa a Óbidos numa vertente presencial. Serão 16 mesas e debates no FOLIO Autores, 35 iniciativas no FOLIO Educa, 75 atividades do FOLIO Mais, Banda Desenhada e FOLIO Ilustra, 23 concertos, 12 exposições. Ao todo, 161 atividades ao longo de 11 dias e 175 autores e escritores presentes no Festival Literário Internacional de Óbidos 2021.

Dia 19 de setembro

Roberto Chichorro inaugura em Ourém exposição “Flores que namoram pássaros são voos de beija-flor”

A inauguração da exposição de pintura “Flores que namoram pássaros são voos de beija-flor”, do pintor moçambicano Roberto Chichorro, irá decorrer no Auditório Cultural dos Paços do Concelho, no domingo, dia 19 de setembro às 16h. Na mesma ocasião será feito o lançamento de publicação com o mesmo nome.

De Jorge Mangorrinha e Liliana de Sousa

Centro Comercial La Vie inaugura nas Caldas da Rainha exposição “À Mesa: Compósito de Arte”

O Centro Comercial La Vie, nas Caldas da Rainha, vai exibir de 3 a 15 de setembro, a exposição “À Mesa: Compósito de Arte”, do arquiteto Jorge Mangorrinha e da ceramista Liliana de Sousa. Numa mesa corrida, existem toalhas de papel pintadas com o escorrimento de café, chá, vinhos e licores da região de Caldas da Rainha e Alcobaça, bem como objetos cerâmicos como arte identitária dos dois concelhos.

Programação em Rede promove produção cultural local

Companhia cartaxeira “Área de Serviço” apresenta “Um Bom Argumento” para voltar ao teatro

Cartaz

A Câmara Municipal do Cartaxo, que integra a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo – CIMLT, é responsável pela execução no concelho dos eventos culturais que decorrem no âmbito do Plano de Ação Programação em Rede / Lezíria do Tejo e tem o apoio da União Europeia (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), Portugal 2020 e Alentejo 2020.

MOSAICO, foi a designação escolhida para a rúbrica que no Plano de Ação Programação em Rede / Lezíria do Tejo, reúne um conjunto de eventos que promovem a iniciativa cultural em cada um dos municípios que integram o Plano. No Cartaxo, a Câmara Municipal do Cartaxo escolheu a Área de Serviço — Associação de Criação Artística com sede no concelho, para assumir a produção de uma peça de teatro que terá estreia na Praça 15 de Dezembro – junto ao edifício-sede do Município –, no dia 10 de setembro, sexta-feira, às 21h30.

O resultado da produção da Área de Serviço, financiada pelo Plano de Ação Programação em Rede, é uma peça de teatro encenada por Frederico Corado, que também assina o texto e a conceção cenográfica.

Um Bom Argumento é o nome da peça que a Área de Serviço apresenta como um convite para o público voltar ao teatro e uma oportunidade para os autores, produtores, atores, atrizes e técnicos, voltarem a apresentar o seu trabalho ao público. Mais do que Um Bom Argumento, esta peça é uma excelentíssima razão para, no dia 10 de setembro, ir à Praça 15 de Dezembro e aplaudir o trabalho da Área de Serviço.

“Um Bom Argumento quer ser um espetáculo para o agora, pensado no público, no seu regresso ao teatro e na necessidade milenar de nos rirmos de nós mesmos”, afirma a Área de Serviço na apresentação da peça que “junta duas histórias sobre infidelidade, criatividade, amor, mas tudo com muito humor.”.

Entre as personagens que poderá conhecer, destaca-se Romeu Bento, um homem paranoico, ex-publicitário, que segue de forma compulsiva José Lourosa, um argumentista, convencido de que este lhe roubou a sua ideia, ou antes a sua vida, para fazer um filme de sucesso. Entretanto Rita e Sheila estão num jantar em sua casa com Virgínia e David. A certa altura aparecem os antigos donos da casa que vão revelar muitos segredos escondidos. O resto da história fica para os espetadores descobrirem no dia 10 de setembro.

Fica Técnica

Encenação: Frederico Corado | Texto: colagem de textos de Frederico Corado | Conceção Cenográfica: Frederico Corado | Execução Cenográfica: Mário Júlio | Produção da Área de Serviço : Frederico Corado, Mário Júlio, Rui Manel, Florbela Silva e Vânia Calado | Assistente de Encenação e Direcção de Cena: Mário Júlio | Coordenação de Guarda-Roupa: Florbela Silva | Cabelos: Ana Carvalho | Maquilhagem: Helena Magalhães | Design: Rui Manel | Direcção Técnica e Desenho de Luz: Miguel Sena | Montagem: Mário Júlio | Uma Produção da Área de Serviço

Entrada Gratuita

Programação em Rede valoriza a relação com a comunidade local

O Plano de Ação Programação em Rede / Lezíria do Tejo é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) em parceria com os 11 municípios que a integram e conta com o apoio financeiro da União Europeia (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), Portugal 2020 e Alentejo 2020.

Como objetivo central, destaca-se a promoção e dinamização do património cultural, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade do território, através da sua qualificação e valorização turística.

Para alcançar este objetivo, privilegiou-se uma metodologia assente na capacidade artística e criativa do território –  promovendo a participação da população –, e uma aposta forte no património imaterial.

Em 2021, está em execução o Eixo 1 – Lezíria Imaterial que prevê seis projetos transversais, com execução em todos os municípios e um projeto que assume a especificidade de cada concelho.

   Fonte: GIC|CMC

Leiria

Teatro José Lúcio da Silva e Teatro Miguel Franco integram Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses

O Teatro José Lúcio da Silva e o teatro Miguel Franco, em Leiria, integram a partir de agosto a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses (RTCP), após submissão das respetivas candidaturas à dgArtes – Direção Geral das Artes e posterior aprovação pela Ministra da Cultura, a 19 de agosto de 2021.

Com o filme “Aquele Querido Mês de Agosto”, de Miguel Gomes

CTT e Cine-Caravana chegam a Santarém este sábado para mais uma sessão de cinema português

Os CTT-Correios de Portugal e Cine-Caravana levam este sábado, até Santarém, a Cultura e o cinema português através de uma estrutura móvel que chega com inúmeras e variadas sessões às praças e jardins de 27 cidades, de norte a sul, passando por todos os distritos.
A magia do cinema chega com o filme “Aquele Querido Mês de Agosto”, de Miguel Gomes.

Do projeto “Quatro Concelhos uma Identidade”

Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos e Porto de Mós recebem vídeomapping “A Ordem”

     O Município de Alcobaça aprovou na reunião de Câmara de 10 de agosto de 2021, por unanimidade, o apoio logístico à realização do projeto “Quatro Concelhos Uma Identidade”, que envolve os concelhos de Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos e Porto de Mós. O projeto é um espetáculo de luz, som e movimento que reúne imagens baseadas na história dos Monges de Cister e na sua importância para a região, que serão projetadas em monumentos destes concelhos. A fachada da Igreja Nossa Senhora dos Prazeres, em Aljubarrota, recebe a primeira apresentação, no dia 18 de agosto às 21h30.

A Arte faz a Festa em Figueiró dos Vinhos

Fazunchar regressa com 3ª edição já a partir deste sábado

O Fazunchar está de regresso em Figueiró dos Vinhos, de 14 a 22 de agosto. Festival assume-se como experiência de partilha, de encontro e de (re)descoberta entre pessoas, arte e território. A progra- mação multidisciplinar pretende fortalecer o cruzamento entre estas 3 dimensões, apresenta pinturas murais, instalações, residências artísticas, exposições, workshops, conversas, visitas guiadas, concertos e claro, o já tradicional piquenique comunitário.

Azambuja

Jornalista A M Duarte apresenta livro “Detesto Ter Palavras e Não Saber o Que Fazer com Elas”

Cartaz

O autor A M Duarte, apresenta o seu livro de poesia “Detesto Ter Palavras e Não Saber o Que Fazer com Elas”, este sábado, dia 31 de julho. A iniciativa terá lugar pelas 18h30, no jardim do Páteo Valverde, em Azambuja. A entrada é livre e está sujeita à lotação dos lugares disponíveis.

A obra será apresentada pelo próprio autor, A M Duarte e a sua convidada Manuela Duarte. É o primeiro livro do autor, e trata-se de um livro de poesia, onde apresenta uma espécie de conversa íntima com a sua própria construção poética.

De forma consistente e penetrante, A M Duarte constrói a sua expressão poética como uma espécie de conversa íntima, deambulações sobre as imperfeições da vida, paradoxos do tempo e idiossincrasias do amor. A edição da obra é da Emporium Editora.

O evento cumprirá as orientações da Direção-Geral de Saúde, sendo obrigatório o uso de máscara e o recomendado distanciamento social.

Nota biográfica sobre o autor

A M Duarte, natural de Azambuja, é formado em Ciências da Comunicação, com Mestrado em Jornalismo, ambos pela Universidade da Beira Interior, Covilhã. Num percurso profissional sempre ligado à comunicação, trabalhou como jornalista/editor no semanário AutoSport e como animador nas rádios MEO Music e MEO Sudoeste. Foi ainda rosto e voz dos programas Volante TV (SIC/SIC Notícias) e Nostalgia dos Famosos (Rádio Nostalgia). A leitura e a escrita são gostos que foi desenvolvendo ao longo dos anos e que levaram à criação do Instagram de poesia @contracapa_a_m_duarte. Detesto Ter Palavras e Não Saber o Que Fazer Com Elas é o seu primeiro livro.

Exposição coletiva “Linha de Fuga” vai estar patente de 24 de julho a 3 de outubro

Estudantes do mestrado em Artes Plásticas do Politécnico de Leiria expõem na Fundação D. Luís I, em Cascais

“Linha de Fuga” é o título da exposição coletiva que vai estar patente de 24 de julho a 3 de outubro na Fundação D. Luís I, no Centro Cultural de Cascais, numa promoção dos estudantes do mestrado em Artes Plástica da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha. A exposição é composta por uma diversidade de linguagens e obras, produzidas por 16 artistas.

Óbidos, Caldas da Rainha, Alcobaça, Batalha e Leiria

Politécnico de Leiria promove Semana Temática dedicada à Cultura para alunos do ensino secundário e profissional

 “Academia Art & Cultura – Ligações Criativas” é o mais recente projeto do Politécnico de Leiria e da Fórum Estudante que, entre 26 e 31 de julho, vai levar 24 estudantes do ensino secundário e profissional a conhecer a riqueza artística e cultural dos concelhos de Óbidos, Caldas da Rainha, Alcobaça, Batalha e Leiria. A sessão de abertura da Academia tem lugar na segunda-feira, dia 26, entre as 12h00 e as 13h30, durante um almoço na cantina da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria. 

Programação é organizada pela Câmara Municipal da Marinha Grande

Praia da Vieira e São Pedro de Moel recebem espetáculos e iniciativas culturais este verão

A Praia da Vieira e São Pedro de Moel recebem espetáculos e iniciativas culturais, que decorrem durante os meses de julho a setembro, com o objetivo de proporcionar animação cultural à população e aos veraneantes que visitam o concelho. A programação é organizada pela Câmara Municipal da Marinha Grande, com a parceria da PROTUR – Associação para o Turismo, Paróquia de Vieira de Leiria (Capela da Praia), Junta de Freguesia de Vieira de Leiria e Biblioteca de Instrução e Recreio.

Iniciativas decorrem no Museu Joaquim Correia

101.º aniversário do escultor Joaquim Correia assinalado no dia 24 de julho na Marinha Grande

A Câmara Municipal da Marinha Grande assinala o 101.º aniversário do Mestre Joaquim Correia, com iniciativas que decorrem no Museu Joaquim Correia, no sábado, 24 de julho, cuja participação é gratuita. O Museu Joaquim Correia consagra a obra de um dos maiores expoentes no campo da criação artística do concelho da Marinha Grande, o Professor Escultor Joaquim Correia.

Espetáculo é produzido pela companhia Amarelo Silvestre

Artemrede e Município de Alcobaça abrem inscrições para o MIGRAR - Percurso performativo com as pessoas dos lugares

Estão abertas as inscrições para o percurso performativo MIGRAR, um espetáculo produzido pela companhia Amarelo Silvestre e apresentado pela Artemrede em parceria com o Município de Alcobaça. Entrada gratuita com inscrições através do email: cine.teatro@cm-alcobaca.pt

Leiria aposta numa Estratégia Cultural Municipal com ambição europeia

Assembleia Municipal de Leiria aprova o Plano Estratégico da Cultura por unanimidade

Após aprovação pelo Executivo Municipal, a Assembleia Municipal de Leiria sufragou por unanimidade esta sexta-feira, o Plano Estratégico Municipal da Cultura. O momento celebra o trabalho realizado pela Rede Cultura 2027 nos mais de dois anos de atividade de tecelagem cultural de um território longo de 180km entre os seus extremos, amplo de mais de 5.800km2 atravessando 3 Comunidades Intermunicipais (Leiria, Oeste e Médio Tejo), com mais de 800 mil cidadãos, e reconhecido pela UNESCO nos seus três Lugares Património Mundial, nas três Cidades Criativas, nas três Cidades de Aprendizagem e nas duas Cátedras.

Realizada por Leonel Vieira

Série televisiva da RTP “O Crime do Padre Amaro” vai ser gravada em Leiria

Uma série televisiva sobre “O Crime do Padre Amaro” vai ser gravada em Leiria, numa produção cultural apoiada pelo Município de Leiria. A série é baseada numa adaptação para televisão da obra homónima do escritor Eça de Queiroz, nome grande da literatura nacional que se inspirou em Leiria para escrever uma das suas principais obras, que será realizada por Leonel Vieira e será exibida na RTP 1, num total de seis episódios, com a duração aproximada de 45 minutos cada.

Intitulada “A Minha Casa é o Meu Jardim”

Exposição de Arte Pública de Thierry Ferreira inaugurada no Parque Verde de Alcobaça

“A minha casa é o meu Jardim” é o título que acompanha a exposição de arte pública da autoria do escultor Thierry Ferreira, inaugurada na cidade de Alcobaça, esta quinta-feira,  dia 17 de junho, no Parque Verde e no Museu do Vinho de Alcobaça e que ficará patente ao público até 31 de dezembro de 2021.

Para os próximos 10 anos

Câmara aprova Plano Estratégico Municipal da Cultura para o Concelho de Leiria

O Plano Estratégico Municipal da Cultura para o Concelho de Leiria, com o horizonte definido para os próximos 10 anos, foi aprovado por unanimidade esta terça-feira, 8 de junho, em reunião da Câmara Municipal de Leiria, e será agora submetido à próxima Assembleia Municipal para aprovação.

João Aidos, antigo diretor-geral das Artes, é o primeiro diretor artístico

Teatro Municipal de Ourém inaugurado com promessa de programação de qualidade

O Teatro Municipal de Ourém foi inaugurado quarta-feira, dia 2 de junho, pelo presidente da Câmara Municipal, Luís Miguel Albuquerque, na presença da ministra da Cultura, Graça Fonseca. Descerrada a placa, os convidados desta cerimónia solene tomaram lugar na plateia da Sala Principal do TMO, a partir de onde tiveram a oportunidade de desfrutar do dom de um dos maiores autores e intérpretes da música portuguesa, António Zambujo. João Aidos, antigo diretor-geral das Artes é o primeiro diretor artístico do TMO e o grande responsável pela qualidade da programação.

Apresentação da iniciativa juntou autarcas no Mosteiro da Batalha.

Rede Cultural 2.0 vai levar cultura e arte aos Lugares Património Mundial do Centro

O Mosteiro da Batalha recebeu esta quarta-feira, dia 2 de junho, a conferência de imprensa de apresentação do ciclo “Rede Cultural 2.0”, que acontece no âmbito da operação Lugares Património Mundial do Centro. Este ciclo, apoiado por fundos comunitários, prossegue a lógica da primeira Rede Cultural e vai levar concertos, exposições e outras formas de arte e cultura aos quatro sítios classificados pela UNESCO como Património Mundial na região: Mosteiro da Batalha, Mosteiro de Alcobaça, Convento de Cristo em Tomar e Universidade de Coimbra, Alta e Sofia.

“Dessa Água Não Beberei” é da autoria dos realizadores tomarenses Pedro Caldeira e Paulo Graça

Curta-metragem filmada em Tomar vence dois prémios no Leiria Film Fest

Terminou domingo o Leiria Film Fest 2021 que contou com cerca de 400 visitantes e um programa ambicioso e mais de 50 curtas-metragens. “Dessa Água Não Beberei”, dos realizadores tomarenses Pedro Caldeira e Paulo Graça, foi o filme vencedor da competição regional, que engloba municípios vizinhos para além de Leiria.

Iniciativa decorre entre 26 e 29 de maio, em formato presencial e online

Festival Ofélia de Teatro e Artes Performativas da ESAD regressa com a edição 10.5

Está de regresso mais uma edição do Festival Ofélia de Teatro e Artes Performativas da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha do Politécnico de Leiria, organizado anualmente pelos estudantes do 2.º ano do curso de Teatro. O evento arranca na próxima quarta-feira, 26 de maio, e prolonga-se até sábado, dia 29.

“Dessa Água Não Beberei”

Curta-Metragem de realizadores tomarenses Pedro Caldeira e Paulo Graça compete no Leiria Film Fest

Cartaz

“Dessa Água Não Beberei”, o mais recente filme da dupla de realizadores Pedro Caldeira e Paulo Graça, ambos naturais de Tomar, vai ter a sua estreia no conceituado Festival de Cinema de Leiria (Leiria Film Fest). O filme, vagamente baseado na relação familiar de um dos realizadores, pretende demonstrar uma realidade arcaica mas (ainda) persistente na vida quotidiana. Através de um retrato intimista, os realizadores exploram a destruição de um círculo familiar pelo seu interior, através do totalitarismo autoritário da figura paterna, abordando consequentemente temas complexos como o alcoolismo e a misoginia, e demonstrando ainda a relevância do contexto familiar no desenvolvimento infantil.

A curta-metragem foi filmada em Tomar e conta com as prestações de Diogo Fernandes de Andrade, Miguel Sá Nogueira e Carla Magalhães. O filme é uma coprodução entre o coletivo Tripé e a Miew Creative Studio, agência digital sediada no Porto. A sua estreia está prevista para dia 29 de maio pelas 17h00 no Teatro Miguel Franco em Leiria, e a entrada é livre.

    Fonte: GCI|CMT

“150 anos de Ernesto Korrodi”

Sala Interativa Ernesto Korrodi recebe prémio internacional

A Sala Interativa de Ernesto Korrodi (SIEK), que esteve patente no Banco das Artes Galeria entre fevereiro de 2020 e janeiro de 2021, foi distinguida com um prémio no âmbito dos Digital Signage Awards, na categoria de “Creative Execution (Technical Achievement)”.
Organizada em parceria com as empresas byAR, P-06 Atelier e Stripeline Teams, a SIEK realizou-se durante o evento “150 anos de Ernesto Korrodi”.

Atriz tinha laços fortes com o concelho

Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo emite Nota de Pesar pelo falecimento de Maria João Abreu

O presidente da Câmara do Cartaxo emitiu uma Nota de Pesar pelo falecimento de Maria João Abreu. A atriz encenou e participou em muitas peças no grupo Amadores de Teatro da Ereira, no grupo Kaspiadas, da Casa do Povo de Pontével. Em 2013, celebrou 30 anos de carreira no CCC com “A Vida é um Cabaret”.

Durante o mês de maio

400 anos da morte de Francisco Rodrigues Lobo assinalados com três eventos que destacam a vida e obra do poeta

O programa comemorativo dos 400 anos da morte do poeta Francisco Rodrigues Lobo (1621-2021) apresenta, nos dias 21 e 22 de maio, três eventos que darão a conhecer alguns aspetos da vida e obra do poeta seiscentista leiriense, considerado um dos grandes vultos da poesia portuguesa. No dia 21 de maio, pelas 17 horas, é inaugurada a Exposição “Francisco Rodrigues Lobo: Património Bibliográfico”,
Pelas 18 horas, a nova edição de “Corte na Aldeia e Noites de Inverno”, de Francisco Rodrigues Lobo, da responsabilidade da editora Hora de Ler, terá a sua apresentação a cargo de António Gordo.
O Roteiro Cultural dedicado exclusivamente a Francisco Rodrigues Lobo realiza-se no dia 22 de maio (Dia do Município de Leiria) e tem início às 10:30.

No âmbito do projeto “Paredes com Memória”

Praia da Vieira de Leiria acolhe evento de arte pública “Xalavar” de 10 a 15 de maio

A Praia da Vieira de Leiria vai acolher o evento de arte pública “Xalavar”, de 10 a 15 de maio, com organização e curadoria da associação @riscasvadias, em parceria com a Junta de Freguesia da Vieira de Leiria e o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande, no âmbito do projeto “Paredes com Memória”.

Neste âmbito, serão pintadas obras da autoria dos artistas Draw & Contra, Pantonio, Ricardo Romero e Robot.

Aproximar museus e comunidades, reduzindo a solidão dos idosos

"Museu na Aldeia" anima comunidade sénior do Cercal, no Concelho do Cadaval

O Cercal (localidade do concelho do Cadaval) está a acolher, desde dia 20 de abril, a iniciativa “Museu na Aldeia”, um projeto de intervenção artística e social, que está a envolver os municípios da Rede Cultura 2027 na interligação dos museus e comunidades, procurando reduzir a solidão dos idosos em territórios isolados e com baixa densidade populacional. A próxima sessão acontece dia 11 de maio, pelas 10h00, uma vez mais na coletividade cercalense.

Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, inaugurou o novo espaço

Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras dá a conhecer mais de 30 carnavais do mundo

O Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras foi inaugurado este domingo, dia 25 de abril. O equipamento dedicado ao Carnaval dá a conhecer esta expressão cultural, que se manifesta em várias partes do mundo, mas também a história e as características do Carnaval de Torres Vedras. Coube à ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, ao secretário de Estado Carlos Miguel, à presidente da CCDR do Centro, Isabel Damasceno, ao presidente da Câmara de Torres Vedras, Carlos Bernardes, e ao pequeno folião Afonso Maria Gomes descerrarem a placa inaugural.

Novo espaço dará a conhecer 33 carnavais de 7 regiões do mundo

Ministra da Coesão Territorial inaugura o Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras

A cerimónia de inauguração do Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras vai ter lugar este domingo, 25 de abril, às 15h. A inauguração terá início com a bênção do espaço pelo Padre Vítor Melícias, a que se segue visita ao equipamento pontuada por intervenções performativas.
O momento irá contar com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

Realizado pelo design e ilustrador pombalense Sérgio Marques

Câmara de Pombal pinta mural junto ao IC2 para incentivar visitas turísticas

O Município de Pombal está a realizar uma pintura mural na zona da rotunda no Alto Cabaço, principal entrada a norte a Pombal, que sirva de “cartão de visita”, incentivando todos os automobilistas que circulam diariamente no IC2/EN1 a conhecerem a cidade. A peça de arte urbana única tem 40 metros de comprimento por 2,5 metros de altura, pretende também decorar a parede de betão já existente e torná-la mais apelativa.

Obra do Arquiteto vai estar patente na Galeria de Exposições do Espaço Turismo

Jorge Mangorrinha apresenta nas Caldas da Rainha a instalação “Viagem ao Centro da Cidade”

O arquiteto Jorge Mangorrinha apresenta, na Galeria de Exposições do Espaço Turismo das Caldas da Rainha, de 9 a 30 abril, a instalação “Viagem ao Centro da Cidade”, que inclui também Fotografia, Poesia e Música. Na montagem foi introduzida uma componente de Pintura, intitulada 100/Sem Aquistas. Esta é a primeira intervenção artística depois do encerramento da Galeria.

“Cultura no Centro” inclui o LeiriaShopping

Sonae Sierra vai apoiar artistas e entidades de âmbito cultural nos seus centros comerciais

Os centros comerciais geridos pela Sonae Sierra lançam, no âmbito do movimento “Consciência Somos Nós”, a iniciativa “Cultura no Centro”, para apoiar artistas e entidades do setor cultural. A iniciativa arrancou em 2020, com o objetivo de receber propostas que serão implementadas ao longo de 2021.

Projeto foi coordenado por Marisa Barroso, professora do Politécnico de Leiria

Projeto “Danças de Porto de Mós” distinguido com o Prémio Autarquia do Ano 2020/2021

O projeto “Danças de Porto de Mós”, coordenado por Marisa Barroso, professora da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) do Politécnico de Leiria, foi reconhecido com a atribuição do Prémio Autarquia do Ano 2020/2021 ao município de Porto de Mós, na categoria de Cultura e Património – Danças e Artes Performativas.

Com a sua mais recente produção "A Viagem de Sophia"

S.A.Marionetas representa Portugal no Festival "Harmony Puppet Theatre OnLine" de 1 a 5 de abril

A companhia S.A.Marionetas irá representar Portugal com a sua mais recente produção “A Viagem de Sophia” no Festival “Harmony Puppet Theatre OnLine” de 1 a 5 de abril de 2021. O Harmony Puppet Theatre Online foi projetado para apresentar espetáculos de Marionetas de todo o mundo, com um total de 10 espaços onde o público pode entrar para ver as apresentações programadas.

Museu foi inaugurado no dia 18 de maio de 2020

Museu Industrial e Artesanal do Têxtil recebe em Mira de Aire exposição de Gisella Santi

A exposição “Pintar com os fios” de Gisella Santi irá estar patente no MIAT – Museu Industrial e Artesanal do Têxtil, em Mira de Aire a partir de 6 de abril. Esta exposição póstuma inclui várias peças de arte têxtil da conceituada artista que pertencem à coleção do seu filho, Orenzio Santi. Gisella Santi contribuiu de forma decisiva no desenvolvimento das artes têxteis e, em particular, da tapeçaria contemporânea em Portugal. A artista nasceu em Pescopagano (Itália) em 1922. Diplomou-se em Pintura Mural na Escola de Artes de Veneza e tinha o curso de Desenho com Modelo da academia de Brera (Milão). Frequentou, também, cursos de restauro de pinturas e de têxteis. Chegou a Portugal na segunda metade dos anos 50, em parte à procura de trabalho, em parte por amor.

Um minuto de leitura por dia nem sabe o bem que lhe fazia…

Biblioteca Municipal de Alcobaça e António Manuel Catarino lançam vídeos “Lê-me n(um) Minuto”

A vida acelerada dos nossos dias é difícil, mas a Biblioteca Municipal de Alcobaça sugere que tire por dia apenas um minuto para ler, ou ouvir alguém ler para si. A aposta num projeto cativante, para incentivar potenciais leitores, o que visto assim, até parece fácil. Vídeos de um minuto, gravados em vários planos e espaços do edifício, mostram a biblioteca nas redes sociais, e os colaboradores da biblioteca leem em voz alta, pequenos excertos dos livros que toda a equipa selecionou, fomentando o gosto pela leitura dos visualizadores.

Obra de Carlos Oliveira é intitulada “Pequenos Burgueses”

Fruticultura é o pano de fundo do telefilme da RTP1 a realizar no concelho de Alcobaça

O Município de Alcobaça irá colaborar com a produtora Ukbar Filmes e com a RTP1 para a realização de um telefilme a ser rodado no concelho em agosto. Baseia-se numa obra de Carlos Oliveira, intitulada “Pequenos Burgueses”, numa adaptação de Martim Baginha Cardoso. Será realizado por Rita Barbosa, e a história terá como pano fundo a grande tradição de fruticultura do concelho.

No âmbito do Regulamento PRO Leiria

Associações culturais do concelho de Leiria recebem apoio superior a 500 mil euros

o interesse cultural e a qualidade artística e técnica ou ainda a valorização do património cultural do concelho, entre outros.

Divididas em seis categorias, são os eventos de “relevância turística na mobilização e afluência de público” que recebem a maior fatia deste apoio financeiro, quase 160 mil euros para 32 iniciativas, seguindo-se 19 Filarmónicas com mais de 121 mil euros. A 11 conservatórios de música é atribuída a verba de quase 82 mil euros, enquanto são 15 os grupos de teatro que irão beneficiar de um auxílio que se aproxima dos 64 mil euros.

De espetadores a programadores: queres ser um visionário?

Projeto Visionários da Artemrede procura voluntários para serem programadores culturais em Alcobaça

Os Visionários são um grupo de cidadãos residentes no concelho de Alcobaça, que aceitam o desafio e assumem o compromisso de escolher parte da programação cultural do município. Este projeto é para ti se tens 18 anos ou mais, se gostas do mundo do espetáculo e se te preocupas com a cultura do teu concelho de Alcobaça. As inscrições já abriram.

Vencedores são conhecidos no dia 19 de fevereiro

Projetos desenvolvidos no Politécnico de Leiria conquistam três nomeações no Prémio Sophia Estudantes 2021

Dois recém-licenciados e um estudante da licenciatura em Som e Imagem, da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria, foram nomeados para o Prémio Sophia Estudantes 2021. Os vencedores serão anunciados na esta sexta-feira, dia 19 de fevereiro. Gonçalo Oliveira, estudante do 3.º ano do curso de Som e Imagem, foi selecionado na categoria “Animação”, com o filme “During December”. O filme foi desenvolvido durante o ano letivo 2019/2020 e retrata a rotina de um homem velho, onde vivem as suas lembranças.

Leiria

Jardim da Almuinha Grande recebe escultura de Ricardo Romeiro intitulada “Futuro”

A Câmara Municipal de Leiria aprovou, por unanimidade, esta quarta-feira, dia 17 de fevereiro, o desenho da escultura que irá figurar no Jardim da Almuinha Grande, uma iniciativa que pretende melhorar a atratividade daquele espaço público. Intitulada de “Futuro”, a peça, da autoria de Ricardo Romeiro, é composta por uma mulher e uma criança, duas gerações diferentes a caminhar lado a lado na mesma direção.

Abertura ocorre dia 12 pelo Te-Ato

Projeto Centro Cultural oferece programação online a partir de Leiria

O Município de Leiria vai lançar o projeto Centro Cultural, com um conjunto de espetáculos culturais com transmissão online, de áreas como o teatro, a música, a dança ou o canto, envolvendo diversas instituições culturais do concelho. A abertura ocorre dia 12 pelo Te-Ato – Grupo de Teatro de Leiria, seguida, dia 13, pelo Orfeão de Leiria, e no dia 14 pelo Son Latino – Companhia de Dança e Animação.

Alcobaça

PCP emite nota de pesar pelo falecimento do poeta José Palma Rodrigues

A comissão concelhia de Alcobaça do PCP e a Comissão Coordenadora concelhia da CDU, manifestam o seu profundo pesar pelo falecimento do camarada José Palma Rodrigues, um extraordinário poeta popular, com muitos prémios, alcançando mesmo um 3º lugar a nível nacional.

Confinamento obriga a reprogramação no Teatro Stephens para o mês de janeiro

Confinamento obriga a reprogramação no Teatro Stephens para o mês de janeiro

A Câmara Municipal da Marinha Grande informa que, face à publicação do Decreto n.º 3-A/2021 de 14 de Janeiro, que regulamenta o estado de emergência decretado pelo Presidente da República, que implica o encerramento de teatros e outros equipamentos culturais, a programação prevista para o mês de janeiro no Teatro Stephens irá registar os ajustamentos.

O Concerto Para Bebés, agendado para 16 de janeiro, é adiado para nova data a divulgar logo que possível. Quem tenha adquirido bilhetes para esta data pode guardá-los para a nova data ou solicitar na bilheteira a devolução do valor pago.

Grupo cénico Kaspiadas estreia peça de teatro no Facebook

Dia 9 de janeiro, sábado, às 21h30, o Kaspiadas vem ao Facebook perguntar – A que horas passa o autocarro? E vem perguntar do modo que melhor sabe, com uma peça de teatro que não pode perder – assista em direto e deixe um aplauso em www.facebook.com/kaspiadascpp. O Kaspiadas – Grupo Cénico da Casa do Povo de Pontével, tinha saudades do palco e do público. O público certamente também já tem saudades do Kaspiadas.

S.A.Marionetas resistiu à pandemia e manteve a atividade (possível) em 2020

O grupo de teatro S.A.Marionetas divulgou o balanço (possível) de 2020, um ano atípico afetado pela pandemia de COVID-19. Em 2020, o grupo constituído por José Gil, Sofia Vinagre e Natacha Costa Pereira começou o ano a receber o Prémio de “Melhor Música Original” pelo espetáculo Consonância com o pianista Daniel Bernardes, atribuído pelo blogue Guia dos Teatros. Logo depois, e como todos, o grupo teatral de Alcobaça ficou parado aguardando melhores dias.