Edição: 243

Diretor: Mário Lopes

Data: 25/2/2021

Investimento de 116 mil euros

Batalha reabilita Parque temático e sensorial da Aldeia da Pia do Urso e cria novos percursos pedestres

Percurso pedestre

As intervenções a realizar respeitam diversos âmbitos de intervenções centradas no Património Natural e na dinamização dos recursos naturais, a concretizar nos equipamentos disponibilizados ao público, designadamente nos percursos pedonais, zona escalada de Reguengo do Fetal e no Ecoparque sensorial da Pia do Urso. As intervenções compreendem desde a sinalética de percursos pedestres, e respetiva homologação junto da Federação Portuguesa de Montanhismo e Campismo, à requalificação das estações sensoriais do Ecoparque sensorial da Pia do Urso e instalação de sinalética na Parede de Escalada de Reguengo do Fetal.

A candidatura aprovada foi submetida em co-promoção com 9 municípios da Região (Alvaiázere, Ansião, Batalha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós), enquadrada no eixo estratégico da valorização e promoção do património natural da região de Leiria.

Aldeia da Pia do Urso, inserida na Freguesia de São Mamede, constitui hoje um ponto de interesse turístico nacional decorrente da recuperação de uma aldeia antiga e da implementação de um Parque temático e sensorial, adaptado a invisuais, acompanhado de um circuito pedestre.

Este parque sensorial, distinguido por diversas entidades, com destaque para o Turismo de Portugal e Universidade do Minho (Prémio Município do Ano – 2016), é composto por estações interativas e lúdicas que necessitam de ser requalificadas, atendendo à sua ampla utilização e desgaste natural.

As estações sensoriais objeto de requalificação são as seguintes: Estação Jurássica, Estação Musical, Estação Abstrata e Estação Lúdica. Está ainda instalado na Aldeia da Pia do Urso o Centro de BTT da Batalha, que oferece uma rede de trilhos cicláveis, devidamente sinalizados, com mais de 300 quilómetros de extensão, tendo sido o primeiro Centro de BTT do país a ser homologado pela UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo.

Quanto ao Pedestrianismo, atualmente encontram-se marcados no Concelho da Batalha, 4 percursos pedestres, todos de pequena rota (PR1 – Mata do Cerejal; PR2 – Buraco Roto; PR3 – Rota dos Moinhos; e PR4 – Caminho Ferro Mineiro do Lena).

O projeto agora aprovado, comtempla, para além da renovação da sinalética dos percursos existentes, a marcação de dois novos percursos, a Rota das Pedreiras Históricas do Mosteiro da Batalha, na freguesia do Reguengo do Fetal, e o Percurso Pedestre “Collippo ao Vale do Lena”, na freguesia da Golpilheira.

A instalação de Parede de Escalada de Reguengo do Fetal, completa as intervenções associadas ao turismo da natureza e que na sua totalidade representa um investimento de 116 mil euros, comparticipado em 85% pelos fundos europeus do Centro 2020.

Para o presidente da Câmara Municipal da Batalha, Paulo Batista Santos, “a recuperação do setor do turismo e a aposta no turismo da natureza, são objetivos prioritários para o relançamento da economia local no período pós pandemia e ao nível do reforço das alternativas de lazer para os cidadãos”.

“Estamos a viver momentos exigentes, de confinamento, mas também de despertar para a valorização do desporto e da fruição da natureza, áreas que oferecem uma melhor qualidade de vida à população”, acrescente o autarca da Batalha.

Os vários projetos aprovados no âmbito da candidatura, encontram-se em fase de concurso para realização das respetivas intervenções, estimando-se a sua conclusão nos próximos 60 a 90 dias.

    Fonte: MB

Entidades realizam reuniões periódicas

Câmara da Marinha Grande e ICNF cooperam na recuperação do Pinhal do Rei

A presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Cidália Ferreira, está a realizar reuniões periódicas com a Diretora Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Centro, Fátima Reis Araújo, e com técnicos do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), para acompanhamento e coordenação conjunta de ações a realizar no âmbito da recuperação do Pinhal do Rei.

Com o objetivo de interligar a rede interna de ciclovias

Câmara da Marinha Grande prolonga ciclovia de São Pedro até à Portela

A Câmara Municipal da Marinha Grande vai construir uma nova secção da ciclovia entre São Pedro de Moel e a zona urbana da Marinha Grande pelo Aceiro exterior das Matas Nacionais com ligação à Rua da Portela.

A nova ciclovia será em parte um passadiço com estrutura de madeira em deque e todo o traçado da ciclovia terá iluminação pública.

Segundo um estudo da DECO

Município da Batalha tem a menor fatura de água, saneamento e resíduos no distrito de Leiria

A Associação de Defesa do Consumidor – DECO, publicou um estudo sobre o custo suportado pelos consumidores na fatura da água, saneamento e resíduos sólidos urbanos, onde se apura que o Município da Batalha apresenta atualmente a fatura mais baixa para consumos médios mensais de 10m3 e de 15m3, que correspondem, respetivamente, a 120m3 e a 180m3 anuais. No caso do Município da Batalha, o valor apurado para o custo médio mensal para a água situa-se apenas em 9,24€/mês, que contrasta, por exemplo, com o valor no Município da Trofa de 22,11€/mês.

Capacidades variam de 74% a 99%

Barragens do Rio Tejo aproximam-se do limite mas não se prevê ainda a ocorrência de cheias

Decorrente da precipitação que se tem sentido no distrito de Santarém, mas essencialmente devido ao início das descargas das barragens espanholas e portuguesas, os níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo têm tendência a aumentar. Em função das condições meteorológicas presentes e previstas, não se prevê que o Rio Tejo, transvase as suas margens, mantendo-se dentro do leito, mas as zonas utilizadas como zonas agrícolas e de pastagem podem ser afetadas, além do aumento dos caudais no Rio Tejo poder ter impacto nas zonas ribeirinhas.

Fabíola Cardoso levou tema da poluição do Rio Nabão ao Parlamento

Deputada do Bloco de Esquerda confronta ministro do Ambiente sobre “crime ecológico em Tomar”

No dia das eleições presidenciais, verificou-se mais um novo, intenso e prolongado episódio de descargas poluentes no rio Nabão.  A deputada eleita pelo BE no Distrito de Santarém, Fabíola Cardoso, confrontou o ministro do Ambiente, na Assembleia da República (AR), sobre esse grave atentado ecológico no Nabão, que, para desespero da população, se repete com frequência e dura há décadas.

Contratos de Empreitada já foram assinados

Obras de Saneamento em Tomar vão arrancar com investimento de 6,7 milhões de euros

As Obras de Saneamento em Tomar vão arrancar no primeiro trimestre de 2021. A assinatura dos contratos de empreitada, no valor de 2,4 milhões de euros, no dia 21 de janeiro, em Tomar, contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Tomar, Anabela Freitas, e dos representantes das empresas Lena Engenharia e Tecnorém.

Obra cofinanciada pelo Fundo Ambiental

Trabalhos de adaptação do Ribeiro de Aveiras às alterações climáticas continuam a avançar

Continuam a avançar os trabalhos de adaptação do Ribeiro de Aveiras. A intervenção está enquadrada no projeto “Valorização e Adaptação do Ribeiro de Aveiras às Alterações Climáticas” e é da responsabilidade do Município de Azambuja, sendo cofinanciada pelo Fundo Ambiental.

Central termoelétrica de Sines encerra após 35 anos de atividade

A Central termoelétrica de Sines completou, a 14 de janeiro, o seu último dia de atividade, após 35 anos em operação. A maior central portuguesa teve um papel estratégico no abastecimento de energia do país e na segurança do sistema elétrico nacional – contributo que foi diminuindo face à crescente produção de energia a partir de fontes renováveis.

Distrital da JSD acusa Governo de promover o maior atentado ambiental do século em Leiria

A ETES (Estação de Tratamento de Efluentes Suinícolas) há largos anos reivindicada por vários autarcas e entidades da região não vai avançar, segundo declarações recentes do ministro do Ambiente, Matos Fernandes. Para a Distrital de Leiria da JSD, “já poucas dúvidas restavam de que o Governo tinha desistido do distrito de Leiria, mas tornava-se difícil acreditar que este governo estava disposto protagonizar o maior atentado ambiental do século.

Governo erradica amianto em 101 escolas da Região Centro

O programa nacional para a remoção de amianto de edifícios escolares recebeu, das Autoridades de Gestão dos Programas Operacionais Regionais Norte 2020, Centro 2020, Lisboa 2020, Alentejo 2020 e CRESC Algarve 2020, candidaturas provenientes de 149 municípios, pretendendo intervenções em 486 escolas.

Município de Leiria cria Serviço de Vigilância Ambiental após declarações do ministro

O presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, admitiu esta terça-feira, dia 5 de janeiro, que a recente declaração do ministro do Ambiente em Leiria o deixou “apreensivo, na medida em que pode ser entendida como a demissão do Ministério perante a defesa do superior interesse ambiental da população que vive e visita esta região” e anunciou a criação de um sistema de vigilância que visa reduzir o número de crimes ambientais e o tempo de intervenção. Através de meios materiais e humanos, o serviço pretende ainda desenvolver ações de sensibilização e envolvimento da população na melhoria da qualidade ambiental do concelho de Leiria.

Estando a realizar ações de monitorização e controlo

Câmara do Cadaval põe em marcha plano de combate à lagarta-do-pinheiro

Colocação de armadilhas para capturas das lagartas

No âmbito do Plano de Combate à Processionária do Pinheiro, a Câmara Municipal do Cadaval tem levado a cabo diversas ações de monitorização e controlo, colocando armadilhas para capturas das lagartas, em locais de maior risco, como espaços escolares, parques e jardins.

Crimes ambientais na mira do Município

Serviço Municipal de Vigilância Ambiental já entrou em funcionamento no concelho de Leiria

Entrou em funcionamento esta segunda-feira, 15 de fevereiro, o Serviço Municipal de Vigilância Ambiental, criado pelo Município de Leiria tendo como missão a proteção e vigilância ambiental no concelho de Leiria.
A Equipa de Vigilância Ambiental visa a prevenção e redução de ocorrências e infrações ambientais.

O projeto tem uma previsão de conclusão de aproximadamente 10 anos,

Câmara de Porto de Mós e ASSIMAGRA lançam projeto de reabilitação ambiental de antiga pedreira

Graças ao esforço da Junta de Freguesia de Porto de Mós, e com o apoio da Câmara Municipal, foi possível suspender a licença de exploração de uma pedreira que deixou de estar em atividade por insolvência da empresa. Esta suspensão era essencial para que as Autarquias pudessem enveredar os esforços necessários para dar início ao processo de recuperação ambiental e paisagística daquele espaço.

Aumentou a reciclagem, diminuiu a produção de resíduos

Reciclagem de resíduos urbanos em Portugal cresceu 4% em 2020

Cartaz

A EGF, empresa do Grupo MOTA-ENGIL/URBASER responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos em 174 municípios de Portugal e de 60% da população Portuguesa, registou em 2020 um aumento na recolha seletiva de 4% face a 2019, um aumento que contrasta com o decréscimo da produção total de resíduos de -5%.

Em fevereiro de 2020, antes dos efeitos da pandemia, a Recolha Seletiva crescia 19% face ao período homólogo e tudo indicava que seria um ano de crescimentos acentuados, reflexo do investimento feito pela EGF na Recolha Seletiva e em campanhas junto da população. No entanto, com a pandemia e por força das consequências na atividade das empresas e das alterações no comportamento das pessoas, os números registados são inferiores à expectativa inicial, mas são mesmo assim positivos, devido à adesão da população às campanhas de sensibilização da EGF, dando apoio à participação efetiva e crescente dos cidadãos aos hábitos de reciclar.

 Efeitos da Pandemia

Há a destacar os efeitos da pandemia nestes resultados, dos quais se realçam a maior presença das famílias em casa (onde se recicla mais) e, também por isso, a deslocação da produção de resíduos para as áreas periféricas das cidades, o fecho do comércio, a quase ausência de turismo e alteração de hábitos de consumo. Mas também se constata o facto de este ser um ano que em que se regista uma diminuição dos resíduos produzidos, contrariando a tendência crescente dos últimos anos.

A Reciclagem nunca parou

Há ainda a destacar que as concessionárias EGF, apesar de este ter sido um ano de desafios extremos, nunca pararam os seus serviços à população, nomeadamente na recolha seletiva, mas também nas Centrais de Triagem, pois souberam implementar soluções e adaptaram-se às novas condições, sempre com o máximo cuidado com a segurança e saúde dos seus colaboradores.

Destaca-se o excelente desempenho na recolha de recicláveis das empresas Amarsul, Suldouro e Resinorte com crescimentos superiores a 16% em comparação ao período homólogo, e, em sentido inverso, as empresas Valorsul e Algar, muito afetadas pela ausência de turismo e fecho do comércio.

Esta informação representa os dados consolidados de 11 concessionárias, distribuídas de Norte a Sul do país, relativas ao ano de 2020 e que ilustram o comportamento de 60% da população Portuguesa.

Sobre a EGF

A EGF é uma empresa europeia de referência no setor ambiental e líder no tratamento e valorização de resíduos em Portugal. Integrada no Grupo MOTA-ENGIL/URBASER, é responsável por assegurar o tratamento e valorização de resíduos, da forma ambientalmente mais correta e economicamente sustentável, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida e do ambiente.

A gestão dos sistemas de tratamento e valorização de resíduos é feita através de 11 empresas concessionárias (Algar, Amarsul, Ersuc, Resiestrela, Resinorte, Resulima, Suldouro, Valorlis, Valorminho, Valnor, Valorsul), constituídas em parceria com os municípios servidos, que processam anualmente cerca de 3,3 milhões de toneladas de resíduos urbanos (RU), servindo uma população de 6,2 milhões de pessoas distribuídas por 174 municípios, numa área equivalente a 60% do território em Portugal.

    Fonte: EGF

Estudo do MARE-ISPA deteta mecanismos de adaptação da sardinha às alterações climáticas

Investigação do projeto SardiTemp, liderado pelo MARE-ISPA, demonstra que a sardinha ibérica tem potenciais vantagens na adaptação às alterações climáticas, mas ainda assim a subida da temperatura do mar pode levar a uma migração desta espécie para norte. “Devido ao aumento da temperatura da água, o que se espera é que as sardinhas acelerem o metabolismo e consequentemente o consumo de oxigénio.”

Torres Novas

Curta-metragem “Boquilobo. Reserva de Futuro” estreia no Dia Mundial das Zonas Húmidas

O Município de Torres Novas associa-se ao Dia Mundial das Zonas Húmidas, dia 2 de fevereiro, estreando online a curta-metragem documental “Boquilobo.Reserva de Futuro”, de Carlos Mateus de Lima.

Câmara de Pombal inicia processo participativo para a ampliação Parque de Lazer do Vale da Sobreira

A Câmara Municipal de Pombal iniciou o processo participativo para a ampliação do Parque de Lazer do Vale da Sobreira, na União de Freguesias da Guia, Ilha e Mata Mourisca, com a primeira fase de auscultação pública. Com a iniciativa, a autarquia pretende reunir as sugestões e as ideias dos cidadãos para aquele espaço, tendo em conta as suas experiências, exigências e perceções sobre os elementos importantes a incluir no projeto.

Câmara da Marinha Grande aprova investimento de 2 milhões de euros para Ciclovia do Lis

A Câmara Municipal da Marinha Grande aprovou o projeto de execução para a “Ciclovia do Lis Leiria – Marinha Grande”, no troço localizado no seu concelho, na sua reunião do dia 18 de janeiro, cuja construção vai representar um investimento de cerca de dois milhões de euros.

Câmara da Azambuja revoga interesse público para a instalação da Central Solar Fotovoltaica

O Executivo Municipal de Azambuja realizou, no dia 12 de janeiro, a primeira reunião do ano.  Nesta sessão ordinária, foi aprovada a revogação de uma proposta da reunião de 22 de setembro, referente ao reconhecimento de interesse público da instalação da Central Solar Fotovoltaica da Iberdrola.

Praia da Nazaré conquista 2º lugar no Concurso Nacional “Praia Acessível – Praia para Todos”

O Programa “Praia Acessível – Praia para Todos” do Instituto Nacional para a Reabilitação em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e o Turismo de Portugal divulgou o resultado das 25 candidaturas ao Prémio em 2020, tendo atribuído à Praia da Nazaré o 2º lugar do Concurso Nacional.

PSD questiona sustentabilidade da biodiversidade no âmbito das dragagens da Lagoa de Óbidos

Depois de ouvida a Associação de Pescadores e Mariscadores da Lagoa de Óbidos, os deputados do PSD voltam a questionar o Ministro do Ambiente e Ação climática sobre a Sustentabilidade da biodiversidade dos ecossistemas no âmbito das dragagens da Lagoa de Óbidos.

Município da Batalha questiona ministro sobre Estação de tratamento de efluentes suinícolas

O ministro do Ambiente informou, no dia 30 de dezembro, numa visita à região, que a construção da Estação de Tratamentos de Efluentes Suinícolas em Leiria, não deve avançar, alegadamente pela falta de entendimento com os empresários do sector.